Banca & Finanças Popular vende carteira de créditos a auto-estradas

Popular vende carteira de créditos a auto-estradas

O presidente do Popular, Emilio Saracho, está a acelerar o processo de venda de activos para limpar o balanço do banco espanhol que enfrenta dificuldades financeiras.
Popular vende carteira de créditos a auto-estradas
DR/Banco Popular
Negócios 19 de abril de 2017 às 08:28

De acordo com o El Confidencial, o Popular concretizou a venda de uma carteira de crédito relacionada com oito auto-estradas com portagens, encaixando 125milhões de euros coma operação.

 

Estes créditos de cobrança duvidosa foram alienados às firmas de recuperações de crédito Taconic, Strategic Value Partners e King Street. O Popular segue assim a estratégia de outros bancos presentes em Espanha, que têm acelerado a venda deste tipo de créditos, que têm penalizado os balanços devido à sua fraca qualidade.

 

O jornal espanhol adianta que o Popular aplicou um desconto em redor de 75% na carteira de créditos vendida, tendo agora que registar nas suas contas as menos-valias correspondentes. Por outro lado, depois desta operação, o banco liderado por Saracho consegue libertar capital.

 

O anterior CEO, Angel Ron, teria o objectivo de encaixar 4 mil milhões de euros no espaço de um ano com a venda de activos problemáticos, mas nunca atingiu esta meta. Chegou a tentar uma venda de um pacote de vários tipos de créditos para encaixar 2 mil milhões de euros, mas a operação não chegou ao mercado.

 

Segundo o El Confidencial, seis bancos espanhóis - Sabadell, Unicaja, Ibercaja, CaixaBank, Santander e Bankia já encaixaram mil milhões de euros com a venda de créditos a auto-estradas.

  

 

 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub