Energia Portugal é um dos campeões europeus de energia eólica

Portugal é um dos campeões europeus de energia eólica

Portugal é um dos países europeus onde a energia eólica tem mais peso e onde tem registado o maior crescimento desde 2005.
Portugal é um dos campeões europeus de energia eólica
Bloomberg
André Cabrita-Mendes 19 de junho de 2017 às 11:09
Portugal encontra-se entre os campeões europeus de energia produzida a partir do vento, tanto em termos de electricidade produzida como em termos de crescimento da potência na última década.

A energia eólica pesou 20% no total de electricidade produzida em Portugal em 2016, colocando o país na quarta posição entre os 28 países da União Europeia. No pódio encontram-se a Dinamarca (43%), Lituânia (27%) e a Irlanda (21%). No final da tabela encontram-se vários países onde a produção eólica fica abaixo de 1%, como Malta Eslovénia, Eslováquia e a República Checa, segundo os dados divulgados pelo Eurostat esta segunda-feira, 19 de Junho.

A energia eólica foi responsável por 10% do total de electricidade produzida na União Europeia em 2016, um valor que contrasta com os 2% atingidos em 2005. O vento é actualmente a quarta maior fonte de electricidade na União Europeia depois da térmica convencional, carvão, gás natural, fuelóleo, (49%), da nuclear (26%) e da hídrica (12%).

Face a 2005, o vento tem crescido em todos os estados-membro que usam energia eólica. Os maiores crescimentos foram registados na Lituânia (mais 27% pontos percentuais a partir de zero), Dinamarca (mais 24 pontos) e Portugal (16 pontos), Reino Unido (13 pontos), Espanha e Alemanha (ambos com 11 pontos).

A importância da energia renovável a na produção de electricidade em Portugal ficou comprovada em Maio de 2016 quando o país funcionou mais de quatro dias somente com chuva e vento. Foi um total de 107 horas entre a manhã de sábado, 7 de Maio, e o final da tarde de quarta-feira, 11 de Maio, que Portugal trabalhou sem carvão e gás natural.

A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Em Portugal, por razões que se prendem com as ideologias e políticas da esquerda local, nunca se desenvolveram ou fabricaram geradores eólicos nem de coisa alguma. Quanto muito geradores de dívida incobrável e insustentável. Aquando da última passagem da troika por Portugal e suas reformas, a semente para que isso passasse a ser uma realidade no futuro foi lançada graças à captação de investimento directo estrangeiro com origem numa empresa dinamarquesa líder mundial no sector. Este título abusivo e enganador foi encomendado pelo PS, mas foi o PSD que permitiu dar este passo no caminho certo da cadeia de valor. Até então Portugal limitava-se a importar e subsidiar equipamento eólico caro e ineficiente de 1ª geração aos dinamarqueses e outros. As lendárias vistas curtas da esquerda lusitana.

comentários mais recentes
Quanto é que isso nos custa ? Há 6 dias

Quanto é que pagamos a mais na eletricidade por isso ?

Anónimo Há 1 semana

Em Portugal, por razões que se prendem com as ideologias e políticas da esquerda local, nunca se desenvolveram ou fabricaram geradores eólicos nem de coisa alguma. Quanto muito geradores de dívida incobrável e insustentável. Aquando da última passagem da troika por Portugal e suas reformas, a semente para que isso passasse a ser uma realidade no futuro foi lançada graças à captação de investimento directo estrangeiro com origem numa empresa dinamarquesa líder mundial no sector. Este título abusivo e enganador foi encomendado pelo PS, mas foi o PSD que permitiu dar este passo no caminho certo da cadeia de valor. Até então Portugal limitava-se a importar e subsidiar equipamento eólico caro e ineficiente de 1ª geração aos dinamarqueses e outros. As lendárias vistas curtas da esquerda lusitana.

Anónimo Há 1 semana

Portugal é um dos campeões europeus de energia eólica

este impulso foi dado pelo SÓCRATES!
NUNCA FUI APOIANTE DELE, NEM SEQUER GOSTO DELE, MAS QUANDO ALGUEM FAZ ALGO DE POSITIVO, NÃO DEVEMOS IGNORAR!

OPA NO MILENIUM BCP Há 1 semana



A FOSUN IRÀ LANÇAR UMA OFERTA PÚBLICA DE AQUISIÇÃO AO BCP AINDA ESTE MÊS AOS RESTANTES 70 % QUE AINDA LHE FALTAM AO VALOR DE 0.75 POR AÇÃO os chineses vão por PORTUGAL FORA DO LIXO de uma VEZ POR TODAS

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub