Turismo & Lazer Portugal fora dos 30 destinos turísticos mais populares na Europa em 2015

Portugal fora dos 30 destinos turísticos mais populares na Europa em 2015

Nem o Algarve nem Lisboa. Em 2015, nenhuma região portuguesa surge nas 30 que registaram mais dormidas na Europa. As regiões mais populares foram as Canárias, com 94 milhões de dormidas, seguida da Île-de-France e Catalunha.
Portugal fora dos 30 destinos turísticos mais populares na Europa em 2015
Bruno Simões 07 de julho de 2017 às 11:30

O Algarve e Lisboa foram as regiões portuguesas que registaram mais procura turística em 2015, mas nenhuma delas conseguiu atingir números para entrar nos 30 destinos mais concorridos da Europa. De acordo com o Eurostat, as regiões turísticas mais populares da Europa foram as Canárias (onde se localiza Tenerife, na foto), Île-de-France (região de Paris) e a Catalunha. O Algarve, que registou 18,9 milhões de dormidas, foi o destino mais popular em Portugal nesse ano.

 

Os dados do Eurostat contabilizam não só as dormidas de estrangeiros como as de residentes em estabelecimentos turísticos. E nesse particular, as Canárias somaram um total de 94 milhões de dormidas em 2015, deixando a grande distância a região francesa de Île-de-France, que abarca a cidade de Paris e os seus arredores, e que registou 76,8 milhões de dormidas. A fechar o pódio ficou a Catalunha, comunidade com capital em Barcelona, que teve 75,5 milhões de dormidas.

 

Espanha, França e Itália tinham, cada um, seis regiões entre as mais 30 mais populares na Europa. Olhando apenas para o "top 10", quatro dos destinos são espanhóis (aos do pódio juntam-se ainda as Ilhas Baleares, onde o primeiro-ministro António Costa está a passar férias, e a Andaluzia) e três são franceses (além da Île-de-France, surge a Provença-Alpes-Côte d’Âzur e Ródano-Alpes).

 

Menos de um em cada 10 portugueses passa férias fora da UE

 

Em Portugal, além do Algarve, com 18,9 milhões de dormidas, o segundo destino mais popular foi Lisboa, com 15,5 milhões. Para se ter uma ideia, o 30.º destino europeu com mais dormidas nesse ano foi Salzburgo (Áustria), com 21,6 milhões de estadas. Olhando apenas para o mercado interno, 80,1% dos portugueses foram "para fora cá dentro", gastando em média 30 euros por noite e passando em média 3,7 noites fora de casa. Só 4% foram para Espanha, 3,2% para França e 1,4% para o Reino Unido.

 

Só 7% dos portugueses é que foram passar férias fora da União Europeia naquele ano. O principal destino foi o Brasil, que foi responsável por 19,1% de todas as dormidas fora da Europa, seguido da Suíça (13,9% das dormidas extra-comunitárias) e Cabo Verde (8,9%). A título de comparação, 28,4% dos britânicos (quatro vezes mais que os portugueses) passaram férias fora da União Europeia, na sua maioria nos Estados Unidos. Também 27,9% dos estónios passaram férias fora da Europa.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Filipe Há 2 semanas

Os Comunistas / Fascistas estão a matar o alojamento local em Portugal, gostam mais dos Hotéis que o Capitalistas, depois votem nestes gajos.

liberal encantador Há 2 semanas

Mas então não há turistas a mais em lisboa?? lol ...vivem nesta cidade uma cambada de cromos!

pub