Banca & Finanças Portugal no pelotão do meio em matéria de salário mínimo

Portugal no pelotão do meio em matéria de salário mínimo

Os portugueses ganham três vezes menos do que no Luxemburgo e 1,7 vezes mais do que na Letónia, o país do euro onde o salário mínimo é mais baixo. Segundo o Eurostat, estão no pelotão do meio.
Portugal no pelotão do meio em matéria de salário mínimo
O têxtil é um dos sectores com grande incidência de salário mínimo.
Paulo Duarte
Elisabete Miranda 10 de fevereiro de 2017 às 11:41

Em matéria de salário mínimo, a zona Euro está dividida em três grandes blocos. O Leste, onde se ganha menos de 500 euros, o Oeste, onde a remuneração mínima excede, e bem, os 1.000 euros, e, no meio o Sul, onde se insere Portugal. A divisão geográfica é feita pelo próprio Eurostat, que dá conta da persistência de uma grande disparidade salarial entre os países que partilham uma moeda comum.

Em Portugal, o salário mínimo subiu em Janeiro, tendo-se fixado nos 650 euros (valores ajustados a 12 meses, para serem comparáveis com o resto dos países). Este valor coloca Portugal no grupo do Sul, onde pontuam a Espanha, Eslovénia, Malta e Grécia, mas já na fronteira do grupo do Leste, que se destaca por ter salários mínimos muito baixos (ver gráficos). Ou seja, é o que paga pior entre os países do Sul, segundo o arranjo geográfico seguido pelo Eurostat.

Em termos nominais, os portugueses ganham três vezes do que no Luxemburgo, onde a remuneração mínima mensal ascende 1.999 euros mensais e 1,7 vezes mais do que na Letónia, onde ela é de apenas 380 euros.

 

Ajustamento ao nível de vida diminui diferenças

As diferenças, contudo, esbatem-se um pouco quando se analisa o salário mínimo em paridades do poder de compra, isto é, ajustado ao nível de vida de cada país.

Aí, os portugueses passam a ganhar não 650 mas 793 euros por mês, uma vez que, comprado com outros países, conseguem ter um nível de vida mais barato. Usando esta medida, o salário mínimo português já só é pouco menos de metade do luxemburguês (compara com o triplo) e é apenas 1,4 vezes superior ao letão (compara com 1,7 vezes).

O Eurostat destaca ainda outra particularidade no caso português: é um dos países do euro (a par da França e da Eslovénia) onde o salário mínimo está mais próximo da remuneração mediana, um argumento que foi usado no debate político interno pelos que entendem que o Governo não devia patrocinar a subida consecutiva do salário mínimo no actual contexto. 

Na zona euro a grande maioria dos países tem salário mínimo, mas há alguns como a Itália, Chipre e Finlândia que não fixam por lei um mínimo de referência. Estados Unidos e Reino Unido têm remuneração mínima de 1.192 euros e 1.397 euros, respectivamente.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Ser o 5º pior país num total de 15 é estar no pelotão do meio? A forma como os títulos das notícias são fabricados diz muito da atual comunicação social portuguesa, onde se faz mais política que na Assembleia da República. Uma notícia chocante é transformada numa notícia banal, normal, afinal de contas "estamos na média". Triste.

Anónimo Há 2 semanas

Então mas a promessa de 1986, quando entrámos na CEE, não era a de atingirmos a média europeia (de 12 paises) em 20 anos? E passados 30 estamos assim? Mas afinal quem se enganou nas contas?

Anónimo Há 2 semanas

idiotas.
estamos no meio porque fizeram 3 escalões? idiotas.

Johnny Há 2 semanas

Continuo sem ninguém me conseguir explicar como é que pode existir uma PUTA de uma UE quando
eu compro uma maquina de lavar aqui por 500 euros e na Alemanha por 500 euros, eu compro uma casa aqui por 200 mil e na Áustria outra casa IGUAL por 200 mil
E uns FDP ganham 520 euros/mês e outros noutro país a fazer o mesmo 2500 !!!!!

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub