Tecnologias Portuguesa Iten Solutions comprada pela Claranet

Portuguesa Iten Solutions comprada pela Claranet

O grupo tecnológico inglês integrou a Iten Solutions no seu portefólio. São quase 500 trabalhadores distribuídos entre Lisboa, Porto e Faro. A abertura de novos centros de competências faz parte dos planos do grupo.
Portuguesa Iten Solutions comprada pela Claranet
Negócios 30 de maio de 2017 às 15:47

A tecnológica portuguesa Iten Solutions foi comprada pelo grupo Claranet, anunciaram as empresas esta terça-feira, 30 de Maio.

 

Esta é a quinta aquisição do grupo inglês em Portugal nos últimos três anos.

 

Com o novo negócio, torna-se num "dos maiores fornecedores de tecnologias de informação em Portugal, com uma equipa de quase 500 colaboradores, distribuída pelos escritórios da empresa em Lisboa, Porto e Faro".

 

Segundo a agência Lusa, a Iten Solutions – que resultou da fusão da Prológica com a Cpcis - representa um volume de negócios total de 92 milhões de euros.

 

"Já provámos, com as aquisições que fizemos nos últimos três anos, que somos capazes de integrar com sucesso novas empresas incorporando novo ‘know-how’ e acelerando o nosso crescimento", afirmou António Miguel Ferreira, presidente da Claranet em Portugal.

Ao Negócios, o responsável explicou que "o portfólio combinado de ambas as empresas é um dos mais extensos em Portugal" e permitirá "acelerar a transformação digital das empresas portuguesas".

A recente aquisição, cujos valores não foram divulgados pelas empresas, também poderá levar ao aumento do número de centros de competência em Portugal.

A Claranet inaugurou o primeiro centro de competências em território nacional em Dezembro de 2015 para prestar serviços ao grupo na área do desenvolvimento de sistemas de informação internos. Já a Iten Solutions dispõe de um centro de "nearshoring", de desenvolvimento aplicacional para clientes na Europa.

"Com a dimensão da equipa que temos agora", a ambição passa por "criar novos centros de competência que possam servir os clientes da Claranet nos outros países" onde a empresa opera, adiantou António Miguel Ferreira.

No entanto, o responsável sublinha que ainda não há "nenhum plano em concreto, a curto prazo. Certamente acontecerá, em 2018".

O presidente da Claranet em Portugal também não exclui novas aquisições no mercado português. Até porque, considera que ainda há espaço para consolidação.

António Miguel Ferreira relembrou que "a Iten é a quinta aquisição" que fazem em Portugal nos últimos três anos. No entanto, sublinhou que agora o "enfoque é o crescimento orgânico, com o vasto portfólio de serviços que já temos. Mas encaramos poder vir a realizar novas aquisições que reforcem a nossa oferta", concluiu.


(Notícia actualizada às 16:50 com mais informações)


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Filipe Há 4 semanas

fusão da Prolófica .. é Prológica :-)

pub
pub
pub
pub