Banca & Finanças Portugueses gastam 97 milhões de euros por dia em compras

Portugueses gastam 97 milhões de euros por dia em compras

Entre Janeiro e Setembro, os portugueses gastaram um total de 26,5 mil milhões de euros em compras via multibanco em estabelecimentos comerciais, de acordo com o Banco de Portugal. Face a 2013, a subida é de 35%, escreve o Correio da Manhã.
Portugueses gastam 97 milhões de euros por dia em compras
Negócios 23 de outubro de 2017 às 09:25

A recuperação do poder de compra já é palpável. De acordo com os dados estatísticos do Banco de Portugal, os portugueses gastaram uma média de 97 milhões de euros por dia entre Janeiro e Setembro em compras via multibanco. Nos primeiros nove meses do ano, as transacções em restaurantes, supermercados e lojas ascenderam a 26,5 mil milhões de euros, o que representa uma subida de 35% face a 2013, escreve hoje o Correio da Manhã.

 

Em igual período do ano passado, os pagamentos através de multibanco ascendiam a 24,2 mil milhões de euros, um montante quase 9% inferior ao movimentado este ano. Desde 2013, o volume de compras através de cartões multibanco não tem, aliás, parado de aumentar. Este ano, registou-se o maior aumento homólogo em volume nesse período.

 

Foi em Julho que se movimentou mais dinheiro – no total foram gastos 3,35 mil milhões de euros através do multibanco. Fevereiro foi o mês mais "poupado", com gastos de 2,47 mil milhões de euros. Por outro lado, em Julho foram levantados 2,4 mil milhões de euros das caixas multibanco, acrescenta o Correio da Manhã, o valor mais alto do ano.

 

Já em Agosto, mais de 660 milhões de euros de compras foram pagos com cartões estrangeiros, um valor superior a igual período do ano passado em 100 milhões de euros. Os levantamentos nesse mês fixaram-se em 352 milhões, abaixo dos 362 milhões do ano passado.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Excelente sinal Há 4 semanas

Apesar daqueles PAF quererem ver-nos à fome, temos pena muita pena mesmo. Não prescindo do luxo, lamento.