Banca & Finanças Preço certo do Montepio atrasa entrada da Santa Casa
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Preço certo do Montepio atrasa entrada da Santa Casa

A necessidade de avaliar correctamente o Montepio deve adiar a entrada da Santa Casa na instituição para depois do Verão. A mutualista propôs vários cenários de preço, como o valor registado nas suas contas. Santana Lopes já avisou que não paga o que o vendedor quer.
Preço certo do Montepio atrasa entrada da Santa Casa
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 23 de junho de 2017 às 00:01

A definição do preço a que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa poderá entrar no capital do Montepio deve adiar o investimento para depois do Verão. A entidade liderada por Pedro Santana Lopes recusa pagar o )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Concorrencia_Saudável 23.06.2017

Inacreditável ver o dinheiro da Santa Casa ser queimado no Casino...

Mais - isto contraria as leis mais basicas que regem um Mercado em concorrencia saudável.

Num país com gente provida de bom-senso, isto nunca aconteceria !!!

alberto9 23.06.2017

É deixar falir, o banco não vale nada, não serve para nada, é deixar falir

Anónimo 23.06.2017

Um País em que tudo arde na voragem das dívidas. Uma loucura colectiva a que ninguém põe cobro.

joaoaviador 23.06.2017

A coisa cheira mesmo mal, melhor, tudo cheira que tresanda e ainda assim vai para a frente! Mas quem põe fim a esta bandalheira?

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub