Banca & Finanças Prejuízos da Caixa: PSD quer ouvir Centeno e Macedo com urgência

Prejuízos da Caixa: PSD quer ouvir Centeno e Macedo com urgência

"Há aqui um agravamento drástico dos resultados e esse agravamento deve ser explicado a todos os portugueses", justificou o deputado Duarte Pacheco.
Prejuízos da Caixa: PSD quer ouvir Centeno e Macedo com urgência
Bruno Simão
Lusa 10 de março de 2017 às 14:43

O PSD vai chamar ao parlamento o ministro das Finanças, Mário Centeno, e o presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Paulo Macedo, para prestarem esclarecimentos sobre o "agravamento drástico" dos prejuízos registados pelo banco público.

 

Em declarações aos jornalistas, no parlamento, o deputado do PSD Duarte Pacheco disse que a bancada vai requerer a presença de Mário Centeno e de Paulo Macedo na comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública "com caráter de urgência".

 

"Que fique claro, há aqui um agravamento drástico dos resultados e esse agravamento deve ser explicado a todos os portugueses", justificou o deputado.

 

Segundo os valores avançados pela imprensa desde quinta-feira e que serão hoje apresentados oficialmente pela Comissão Executiva da CGD, o prejuízo registado pelo banco público aproxima-se dos dois mil milhões de euros.

 

Duarte Pacheco sublinhou que os resultados apurados devem-se a "uma alteração de critérios de avaliação do risco e de créditos já concedidos" e não resultam de "casos novos", exigindo uma explicação sobre os motivos dessa alteração.

 

"Um agravamento dos prejuízos do banco público significa que os contribuintes poderão ser chamados a intervir mais neste banco, algo que nos pesa a todos", disse.

 

 


A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 10.03.2017

Perguntem-lhes porque é que não se lhes ouve falar em despedimentos e cortes remuneratórios no seio das organizações que encabeçam.

comentários mais recentes
Anónimo 10.03.2017

Não se percebe mtº bem pq razão q ouvir Centeno e Paulo Macedo. P outro lado o problema foi empurrado c a barriga p govº anterior q n o consegui resolver. Estes estão a limpar e a tentar resolver o q o Govº anterior n q fazer.
Q agora devolver responsabilidades q n assumiram.

O DESESPERO TOMOU CONTA DOS DIREITALHOS DO PSD/CDS 10.03.2017

Caro OLIVEIRA, tu não vês que eles, os direitolas, entraram em perda e perderam, de vez, o norte e a lucudez, toldada pelo ressabiamento e azedume em que andam ...
Que o ladrão da TECNOFORMA se mantenha, por muitos e bons anos, à frente do PSD é o que todos os democratas deste país desejam.

manuelfaf 10.03.2017

Parece-me que o Duarte Pacheco já respondeu à pergunta.
Duarte Pacheco sublinhou que os resultados apurados devem-se a "uma alteração de critérios de avaliação do risco e de créditos já concedidos" e não resultam de "casos novos", exigindo uma explicação sobre os motivos dessa alteração.

Já agora 10.03.2017

E porque não ouvir "O Madof Portugues" e seus "muchachos" leia-se politicos ao seu serviço na CGD

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub