Banca & Finanças Prejuízos recorde da Caixa abaixo dos 3.000 milhões de euros

Prejuízos recorde da Caixa abaixo dos 3.000 milhões de euros

O banco público apresenta esta sexta-feira os maiores prejuízos da sua história. No entanto, os resultados de 2016 deverão ficar abaixo do pior cenário considerado no plano de capitalização.
Prejuízos recorde da Caixa abaixo dos 3.000 milhões de euros
Miguel Baltazar/Negócios

Os prejuízos da Caixa Geral de Depósitos (CGD) referentes ao ano passado ficaram abaixo dos 3.000 milhões de euros previstos no plano de capitlaização do banco público acordado com Bruxelas, apurou o Negócios.

O plano foi feito pelo ex-presidente da Caixa, António Domingues, mas as contas de 2016 só foram fechadas pela administração de Paulo Macedo. Os resultados serão divulgados em conferência de imprensa esta sexta-feira, às 17:30 em Lisboa.

O plano inicial apontava para necessidade de imparidades no valor de 3.000 milhões de euros, que daria origem a prejuízos com um valor máximo de 3.000 milhões de euros. Foram estas as contas que estiveram na base do plano de capitalização, avaliado em 5.145 milhões de euros.

Apesar de os prejuízos ficarem abaixo do pior dos cenários, eles não deixarão de ser os prejuízos mais elevados da história da Caixa. Até agora, o valor mais alto de prejuízos foi de 579 milhões de euros e aconteceu em 2013.   



A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Não sabia que ao ir votar e dar o voto a ladrões d 10.03.2017

Nunca mais vou dar o meu voto a ladrões,vou votar geringonça que é gente séria e gotão do seu portugal,prisão para os que roubaram os nossos impostos.doa a quem doer,na minha aldeia tenho um ladrão do BPN e anda feliz como o seu Padrinho já deve uns anos na prisão.

Anónimo 10.03.2017

Podiam ter arredondado às dezenas de milhares de milhões e dizer por o título:
Prejuízos recorde da Caixa abaixo dos 10.000 milhões de euros

Anónimo 09.03.2017

Estão à espera de quê para privatizar isto? Os contribuintes já aqui meteram muito dinheiro no passado, irão meter muito mais no presente e no futuro, pois os ladrões e incompetentes continuarão a subir exponencialmente.

Sinto-me gozado 09.03.2017

Concedem credito mal parado a amiguinhos não se passa nada e agora temos que pagar a conta, acho que nos andam a gozar descaradamente.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub