Desporto Presidente do Benfica não vai sacrificar pagamento da dívida para comprar jogadores

Presidente do Benfica não vai sacrificar pagamento da dívida para comprar jogadores

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, pretende até ao próximo ano saldar a dívida do clube e informa que não se vai desviar desse objectivo para reforçar a equipa de futebol.
Presidente do Benfica não vai sacrificar pagamento da dívida para comprar jogadores
Lusa 08 de dezembro de 2017 às 20:29

"Nunca irei antecipar receitas para pagar jogadores", avisou o dirigente encarnado'. "Se tiver de antecipar, só para pagar a dívida", afirmou o presidente do SLB.

 

Luís Filipe Vieira sublinhou que o Benfica tem "uma componente empresarial muito forte" e que quem dirige o clube tem de ser racional, mantendo a intenção de "continuar a privilegiar os aspectos financeiros"

 

"Quem lidera o Benfica não pode tomar decisões emocionais, tem de ser muito frio", acentuou hoje, na Covilhã, onde se deslocou para inaugurar as novas instalações da Casa do Benfica da cidade e a do Tortosendo, vila a poucos quilómetros de distância.

 

O presidente das 'águias' apontou o próximo ano para que se deixe de falar no passivo e para que "o Benfica seja dos benfiquistas".

 

Luís Filipe Vieira alertou ainda para a importância dos aspectos financeiros e referiu que não tencionar mudar de rumo. "O efeito desportivo e o efeito financeiro são, para nós, fundamentais", realçou o dirigente, que destaca a intenção de durante este mandato "conseguir pagar a dívida do Benfica".

 

Para o êxito do clube, o dirigente considerou fulcral também o reforço das infra-estruturas, como a ampliação do Caixa Campus, que passará a ter mais campos e um colégio, assim como ter disponível um Centro de Alto Rendimento, o que considera ser um "ciclo virtuoso", focado na formação dos atletas. 




pub