Empresas Presidente do Turismo de Portugal é dono de alojamento local

Presidente do Turismo de Portugal é dono de alojamento local

Luís Araújo detém 15% de uma empresa de alojamento local que arrenda quartos a turistas no centro de Lisboa, ao mesmo tempo que lidera o Turismo de Portugal, instituto que tutela o sector, noticia o diário Público. O gestor considera que “não há nenhuma incompatibilidade”.
Presidente do Turismo de Portugal é dono de alojamento local
Luís Araújo considera que "não há nenhuma incompatibilidade" entre o cargo que ocupa e ser sócio de um alojamento local.
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 09 de setembro de 2017 às 10:26

Pouco tempo depois de tomar posse como presidente do Turismo de Portugal, em Fevereiro do ano passado, Luís Araújo abandonou todos os cargos que ocupava em várias empresas do sector, como o grupo hoteleiro Pestana, de acordo com a sua declaração entregue ao Tribunal Constitucional, que foi consultada pelo jornal Público.

 

Acontece que, ainda de acordo com a edição deste sábado deste matutino, Luís Araújo manteve a quota de 15% na Casas do Barão, Lda, empresa criada em Março de 2013 e que arrenda 12 quartos num prédio na Rua da Emenda, no Chiado, em Lisboa.

 

"Não há nenhuma incompatibilidade", disse o presidente do Turismo de Portugal ao Público. "O que seria grave era se aproveitasse o cargo para proveito próprio, o que não faço e nunca fiz", acrescentou.

 

"A empresa está legal, o empreendimento tem uma licença que foi emitida antes de eu entrar no Turismo de Portugal. Nunca ocultei isto, acho que não é uma questão", considerou o gestor.

 

A questão é que o Turismo de Portugal tem competências de fiscalização do alojamento local, sendo inclusive uma das entidades envolvidas na criação de legislação sobre a matéria. Está neste momento em estudo, por exemplo, que os proprietários destes estabelecimentos para estadas curtas paguem mais condomínio do que os residentes no prédio.

 

Mas Luís Araújo garante que não é ele que dialoga com o Governo. "A vice-presidente do Turismo de Portugal é que tem acompanhado todo o tema da legislação", alega o empresário e gestor público. 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Isto é tudo uma corja de mafiosos e um putêdo pegado. Fartos de saber de todas as trafulhices e incompatibilidades existentes estão eles desde os (des)governos ao cidadão comum passando pelas polícias, tribunais e quejandos. Este país é um antro paraíso de corruptos!

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

ESTE PAÍS ESTÁ TRANSFORMADO NUM ESGOTO A CEU ABERTO!!!!!!!!!!! O MEDINA DE LISBOA CONSEGUIU COMPRAR UM T4 NAS AVENIDAS NOVAS PELA MÓDICA QUANTIA DE 675 MIL EUROS!!!!!! E POR ACASO ESQUECEU-SE DE DECLARAR A COMPRA AO CONSTITUCIONAL!!!!! É SÓ PUTEDO FINO!!!!!!!!!!

Há um claro conflito Há 1 semana

Mas o gajo diz que está bom, não tem vergonha na cara, não basta ser...

5640533 Há 1 semana

Nunca há incompatibilidades e as consciências estão sempre tranquilas. É assim o mundo da política.

pertinaz Há 1 semana

ESCUMALHA

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub