Energia Primeira estrada que produz electricidade inaugurada em França

Primeira estrada que produz electricidade inaugurada em França

Depois de abrir oficialmente o primeiro troço de estrada, a ministra francesa da Ecologia defendeu a implementação de um quilómetro deste pavimento pioneiro por cada 1.000 quilómetros de vias rodoviárias no país.
Primeira estrada que produz electricidade inaugurada em França
DR
Negócios 22 de Dezembro de 2016 às 16:47

A ministra da Ecologia francesa, Ségolène Royal, inaugurou esta quinta-feira, 22 de Dezembro, o primeiro troço de estrada produtora de energia fotovoltaica.

A estrada, coberta de 2.800 metros quadrados de painéis fotovoltaicos, estende-se ao longo de um quilómetro, na vila de Tourouvre-au-Perche. A obra custou cinco milhões de euros e, segundo o The Guardian, servirá cerca de 2.000 condutores por dia durante um período de testes que se estenderá por dois anos.

O projecto de estrada produtora de energia, intitulado Wattway, fora já testado em França, nomeadamente em quatro parques de estacionamento.

Ségolène Royal admitiu que gostaria que se implementasse um quilómetro de pavimento Wattway por cada 1.000 quilómetros, num país que conta com um total de um milhão de quilómetros de redes viárias.

Marc Jedliczka, vice-presidente da Network for Energetic Transition, refere ao jornal Le Monde que esta é uma "proeza tecnológica" mas adverte que, "para desenvolver as energias renováveis, há outras prioridades além deste dispositivo, que já sabemos que é caro antes de perceber que funciona".

O projecto Wattway tem vindo a ser desenvolvido pela Colas, do grupo Bouygues. Segundo anunciado no mês passado, a empresa encontra-se a construir 100 pontos de teste desta nova tecnologia.

Além de França, Canadá, Estados Unidos e Japão são também palco de testes de estradas produtoras de energia eléctrica.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Rado Há 3 semanas

Não seria mal explicar por que o pa imento tem de estar na própria estrada e não ao lado dela. Ou até mais longe.

comentários mais recentes
Rado Há 3 semanas

Não seria mal explicar por que o pa imento tem de estar na própria estrada e não ao lado dela. Ou até mais longe.

pub