Media Prisa nega negociações para venda da dona da TVI

Prisa nega negociações para venda da dona da TVI

O grupo espanhol confirmou que vai avançar com a venda da empresa de educação Santillana. E garante que não “existe qualquer negociação para a venda de outro activo”, incluindo da Media Capital.
Prisa nega negociações para venda da dona da TVI
Rosa Cullell é a CEO da Media Capital
Sérgio Lemos/Correio da Manhã
Sara Ribeiro 15 de março de 2017 às 16:19

A Prisa decidiu avançar com o processo de venda da Santillana, empresa que actua na área de educação, de acordo com uma nota emitida pelo grupo espanhol. No entanto, um porta-voz da empresa garantiu que "não existe qualquer negociação para a venda de nenhum outro activo".

"Desmentem-se assim, redondamente, as falsas notícias publicadas por diversos meios digitais sobre eventuais desinvestimentos na Rádio Caracol da Colômbia e na Media Capital de Portugal", lê-se na mesma nota.

Para a Prisa, "os falsos rumores difundidos poderiam responder a uma operação com tendência a dificultar os planos de acção da empresa".

Há alguns anos que se fala na eventual venda da TVI e, mais recentemente, da compra pela Altice, dona da Meo, da Media Capital.

A Altice tem sido apontada como potencial interessada no negócio tendo em conta que Patrick Drahi, fundador do grupo, já admitiu que estavam " a olhar para activos de media portugueses". A confirmação foi feita à margem da inauguração da Altice Labs, quartel-general de inovação do grupo, há cerca de um ano.

Na altura, Patrick Drahi explicou que em todos os países" onde são líderes ou ocupam o segundo lugar do mercado de telecomunicações", o grupo tem activos de media. Por isso, "sendo a PT Portugal líder em Portugal", era uma estratégia para ser seguida também em relação aos media portugueses.


No que toca ao processo da venda da Santillana, anunciado a 16 de Novembro de 2016, a Prisa confirma que "o conselho de administração aprovou por unanimidade a passagem à segunda fase", e espera "ofertas vinculativas nas próximas semanas".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Negam?!! 15.03.2017

Então é porque as negociações estão a decorrer e em bom ritmo.
E ... convém não espantar a caça! Perceberam?

surpreso 15.03.2017

Evidente.Iam vender a fábrica de fazer presidentes?

pertinaz 15.03.2017

ESTES TAMBÉM NÃO SE SAFAM DA FAMA DE TRAMBIQUEIROS

pub
pub
pub
pub