Media Prisa volta a colocar Media Capital à venda e Altice está interessada

Prisa volta a colocar Media Capital à venda e Altice está interessada

De acordo com o Expresso, a Prsa mandatou dois bancos de investimento para encontrar um comprador para a empresa que controla a TVI.
Prisa volta a colocar Media Capital à venda e Altice está interessada
Rosa Cullel é a administradora-delegada da Media Capital
Sérgio Lemos/Correio da Manhã
12 de Novembro de 2016 às 11:01

A espanhola Prisa mandatou dois bancos de investimento para encontrar um comprador para a Media Capital, a empresa de media portuguesa que controla a TVI e a Rádio Comercial.

 

A notícia é avançada pelo Expresso, que dá conta que a Altice, que detém a Meo, é uma das empresas interessadas.

 

A intenção de vender a Media Capital não é de hoje, mas o processo terá ganho novo fôlego, já que a empresa espanhola Prisa está a implementar um processo de reestruturação devido à persistência de graves dificuldades financeiras. A família Polanco já não é a maior accionista da "holding" que controla o El Pais, com esse estatuto a ser agora assumido pelo fundo de investimento Amber Capital.

 

Nas anteriores tentativas para vender a Media Capital a Prisa exigia 350 milhões de euros, o que afastou potenciais interessados. Neste novo processo já estão a ser sondados os interessados, sendo que a Altice não descarta o negócio.

 

A empresa de telecomunicações francesa, que em Portugal já controla a Meo, não esconde o interesse em ter uma importante posição nos media em Portugal e pode assim concretizar um negócio que a PT já tentou em 2009 quando a companhia era liderada por Zeinal Bava.

 

Em declarações ao Expresso a Altice não comenta a notícia, mas fontes da PT Portugal lembram que a empresa quer crescer na área dos conteúdos a nível mundial e não descarta uma possível operação de compra no mercado português.

 

O Expresso diz ainda que José Eduardo Moniz, ex-director-geral da TVI, também poderá estar interessado no negócio, tendo desenvolvido contactos com investidores chineses para avaliar a operação.




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
anonimo Há 4 dias

Livras-te dos espanhóis e ficas com Franceses que ainda é pior, ou seja não a nada de bom

Anónimo Há 5 dias

Negócios da china no final quem sai lixado é o contribuinte que durante anos andou a pagar infraestruturas como as antenas de redidifusão a linha de cobre o pavilhão atlântico e estes amigos do alheio chegam e compram por meia dúzia de tostões o que custou milhões... INVESTIGUE-SE !

pertinaz Há 3 semanas

A CONFIRMAR-SE, SÓ TERIA UMA COISA BOA

LIVRAMO-NOS DOS ESPANHÓIS

E AO MESMO TEMPO DO ESQUEMA MANHOSO DE SUBVERSÃO QUE FOI MONTADO DESDE O TEMPO DO ESTUPOR DO PINÓQUIO

MALDITA ESQUERDALHA

João Carlos Sousa Silva Há 4 semanas

Se eu fosse o C.E.O. da Altice teria mais receio da inevitável subida da taxa dos juros.Esta companhia tem uma dívida astronómica.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub