Banca & Finanças Problema do malparado será financiado pelo banco de fomento

Problema do malparado será financiado pelo banco de fomento

O Governo prepara-se para anunciar a solução para o crédito malparado empresarial que está nas mãos dos bancos. O banco de fomento terá um papel de financiador, avança o Público.
Problema do malparado será financiado pelo banco de fomento
Bruno Simão
Negócios 07 de setembro de 2017 às 08:25
O Executivo liderado por António Costa já terá conseguido um acordo com a CGD, o BCP e o Novo Banco em relação ao problema do crédito malparado empresarial, que pesa no sistema financeiro. E a solução estará prestes a ser anunciada, revela o jornal Público esta quinta-feira, 7 de Setembro.

A Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), conhecida como banco de fomento, terá um papel de financiadora, com o objectivo da solução a ser o de reduzir o peso do malparado na banca e evitar que empresas que sejam viáveis sejam liquidadas. 

Desta forma será constituída uma entidade que fará a gestão destes créditos, tendo o modelo de financiamento já sido fechado, segundo o mesmo jornal. 

A solução para este problema tem feito correr muita tinta há mais de um ano. Em Abril do ano passado, o primeiro-ministro, António Costa, defendeu a criação de um banco mau para colocar o crédito malparado da banca em Portugal. O primeiro-ministro não se comprometeu com o modelo a adoptar, mas prometeu, na altura, que a solução não ia ter custos para os contribuintes. Mais tarde, Bruxelas veio sugerir que o banco de fomento podia vir a ajudar neste processo. Mas o ministro da Economia garantiu, então, que a IFD não ia ser usada como veículo para agrupar os activos tóxicos da banca portuguesa.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pierre Ghost 07.09.2017

...eis a cereja encima do bolo !
Eis a razão pela qual a banca colocou o bosta no governo !
Primeiro foi a oferta de 10.000M para O BANIF, BES E CGD.
Depois o alargamento do prazo ao fundo resolução para 2049....e agora o malparado que passa para o banco de fomento !!!
Vamos pagar isto tudo !!!

Água Ráz 07.09.2017

Ora bem ....eis uma solução sem custos para os portugueses!

pub