Tecnologias Procuradores públicos pedem mandado de prisão para líder da Samsung

Procuradores públicos pedem mandado de prisão para líder da Samsung

Jay Y. Lee, líder da Samsung, está a ser investigado por suspeitas de suborno. As alegadas ligações entre a tecnológica e a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye estão no centro da investigação
Procuradores públicos pedem mandado de prisão para líder da Samsung
REUTERS
Negócios 17 de janeiro de 2017 às 19:38

O procurador público da Coreia do Sul solicitou um mandado de prisão para Jay Y. Lee, líder da Samsung. As alegadas ligações entre a tecnológica e a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, estão no centro da investigação.

O pedido de prisão está agora a ser analisado pela justiça sul-coreana. Mas segundo a Bloomberg, apesar de Jay Y. Lee poder continuar a tomar decisões caso o mandado de prisão seja aprovado, um dos nomes que tem sido apontado para substitui-lo na liderança do grupo é o da sua irmã, Lee Boo-jin.

Jay Y. Lee, que passou assumir a liderança do grupo em 2014 depois do seu pai Lee Kun-hee ter sofrido um ataque cardíaco, é acusado por alegadamente ter realizado pagamentos no valor de 43 mil milhões de wons (34 milhões de dólares) a uma amiga de Park Guen-Hye em troca de ajuda na realização de algumas operações da tecnológica, segundo a imprensa internacional.

Devido ao escândalo de corrupção Park Guen-Hye foi afastada do poder no final do ano passado.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub