Automóvel Produção automóvel em Portugal volta a crescer em Março

Produção automóvel em Portugal volta a crescer em Março

A produção de veículos pesados registou a subida mais expressiva no mês que passou, com a produção a crescer 64,9% para 658 unidades. Portugal exportou 96,6% das viaturas produzidas.
Produção automóvel em Portugal volta a crescer em Março
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 17 de abril de 2017 às 16:51

Depois da quebra registada em Fevereiro, a produção automóvel em Portugal voltou a recuperar em Março, com subidas em todos os tipos de veículos.

 

Segundo os dados divulgados pela ACAP esta segunda-feira, 17 de Abril, foram produzidas em território nacional 14.293 novas viaturas no mês passado, um crescimento de 10,7% face ao mesmo mês de 2016.

 

A produção de veículos pesados registou a subida mais expressiva, com a produção a crescer 64,9% para 658 unidades. Nos ligeiros de passageiros, o aumento foi de 6,8% para 9.573 e nos comerciais ligeiros de 14,6% para 4.062 viaturas.

 

Em termos acumulados, no primeiro trimestre de 2017, verificaram-se acréscimos nos ligeiros de passageiros (9%) e nos veículos pesados (69,7%), enquanto a produção de veículos comerciais ligeiros apresentou uma queda de 2,6%.

 

Quase 97% da produção automóvel portuguesa teve como destino o mercado externo, com destaque para a Alemanha, Espanha, França e China.

 

"Os números apurados em Março confirmam o peso que as exportações representam para o sector automóvel já que 96,6% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, sublinhe-se, contribui de forma significativa para a economia nacional", lê-se no comunicado da ACAP.

 

A Europa continua a ser o principal mercado de exportação dos veículos fabricados em território nacional, sendo o destino de 78,8% das viaturas. A Alemanha absorve 19,2% do total das exportações, Espanha 15,4%, França 10,4% e o Reino Unido 8,7%.

 

O mercado asiático, como um todo, mantém o segundo lugar nas exportações de automóveis fabricados em Portugal. É encabeçado pela China, o destino de 11,3% dos automóveis portugueses com passaporte para o estrangeiro. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Bom trabalho!
Mas é importante diversificar mais os países de exportação.
É um risco muito elevado ter uma exposição de >80% para a Europa.
Qualquer crise que apareça (ex: Le Pen ganhar as eleições) irá fazer colapsar esta importante industria.

pub