Energia Produção de electricidade da EDP Renováveis cresceu 13% em 2017

Produção de electricidade da EDP Renováveis cresceu 13% em 2017

O crescimento na produção aconteceu com a ajuda da entrada em operação de novas centrais eólicas, incluindo quatro novos parques nos Estados Unidos.
Produção de electricidade da EDP Renováveis cresceu 13% em 2017
Bloomberg
André Cabrita-Mendes 23 de janeiro de 2018 às 17:30
A produção de electricidade pela EDP Renováveis cresceu 13% em 2017 para um total de 27,6 terawatts hora.

Este aumento deve-se à entrada em operação de novas centrais eólicas da companhia, mas também devido a um factor de utilização superior (mais um ponto para 31%), segundo os dados divulgados esta terça-feira, 23 de Janeiro, pela empresa.

Apesar do factor de utilização ter crescido 1 ponto para 31% no total da EDP Renováveis, Portugal sofreu um recuo de 1 ponto para 27%, "reflectindo um recurso eólico abaixo da média de longo prazo".

Por regiões, a produção cresceu 20% na América do Norte para os 15 mil gigawatts hora (GWh), enquanto na Europa a produção subiu 4% para 11,6 mil GWh. Por país, a produção recuou 4% em Portugal e subiu 3% em Espanha. Nos restantes países europeus, a produção subiu 12%. Já nos Estados Unidos a produção aumentou 15%, enquanto no Brasil avançou 29% durante o ano passado.

A América do Norte foi responsável por 55% da produção total em 2017, seguida da Europa com 42% e do Brasil com 3%.

Durante o ano de 2017, a empresa instalou um total de 600 megawatts (MW), dos quais 424 MW foram instalados na América do Norte, 127 no Brasil e 49 MW na Europa.

A companhia detida em 82% pelo grupo EDP detém actualmente um portefólio de 11 gigawatts em 11 países, com 5,2 GW a estarem localizados na Europa: 2,4 GW em Espanha, 1,3 GW em Portugal e 1,6 GW nos restantes países europeus. Do total, 5,5 GW estão localizados na América do Norte.

No final de 2017, a EDP Renováveis contava com 828 de energia eólica terreste em construção em diferentes países: Estados Unidos (480 MW), Brasil (137 MW), Itália (77 MW), Espanha (68 MW), Portugal (55 MW) e França (11 MW).

(Notícia actualizada às 17:37)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
o pessoal da JP MORGAN esqueçeram - se Há 2 dias


ESQUEÇERAM - SE que o imobiliario em portugal SUBIU MAIS de 50% em poucos meses só isso justifica uma cotação ACTUAL do MILENIUM BCP bem acima dos 0.50 por AÇÃO e não estes MISERAVEIS 0.30

pub