Automóvel Produção do Tesla mais barato está abaixo do previsto

Produção do Tesla mais barato está abaixo do previsto

Só foram produzidos 260 Model 3 da Tesla. A companhia norte-americana de Elon Musk vê assim por cumprir a sua meta de produção mensal de 1.500 veículos.
Produção do Tesla mais barato está abaixo do previsto
Negócios 03 de outubro de 2017 às 10:15

A produção do novo Model 3 está aquém das expectativas da Tesla, escreve o Financial Times. A fabricante norte-americana de veículos eléctricos anunciou esta segunda-feira, 2 de Outubro, que só produziu 260 destes carros no terceiro trimestre, entre Julho e Setembro.

O número fica abaixo dos "mais de 1.500" que Elon Musk, o líder da Tesla, já tinha anunciado como a sua expectativa apenas para Setembro. Musk, lembra o Financial Times, já previa que existissem "dores de cabeça" na produção deste novo modelo. A marca esperava depois atingir os 20 mil veículos produzidos até Dezembro.

A Tesla explica estes atrasos com um "tempo de activação maior do que o esperado" nas suas fábricas da Califórnia e Nevada, que assegura contudo estarem preparadas para "operar a um alto ritmo".


A empresa acrescentou ainda que não existiram "problemas fundamentais" com a produção do novo carro nem com a cadeia de fornecimento. "Sabemos o que precisa de ser corrigido e estamos confiantes de que resolveremos os problemas de produção a curto-prazo", rematou.


O Model 3 é o carro mais barato do portefólio da Tesla, com um preço base de 35 mil dólares, cerca de 30 mil euros. O automóvel tem uma autonomia de 345 quilómetros por carregamento e atinge os 100 quilómetros por hora em menos de seis segundos.


Ao contrário do Model 3, a Tesla espera uma melhoria das vendas nos seus outros modelos, o S e o X, durante o resto do ano. No primeiro semestre vendeu mais de 47 mil destes veículos. A expectativa é agora atingir os 100 mil até ao final do ano.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub