Turismo & Lazer Propostas podem “destruir o sector”, alerta associação do alojamento local
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Propostas podem “destruir o sector”, alerta associação do alojamento local

A ALEP está preocupada com as consequências das alterações à lei do alojamento local que o Parlamento está a preparar e que, diz, podem colocar em causa o emprego de vários milhares de pessoas que trabalham no sector.
Propostas podem “destruir  o sector”, alerta associação do alojamento local
Inês Lourenço
Filomena Lança 04 de janeiro de 2018 às 23:19

O processo em curso, de alterações à lei que regula o alojamento local acarreta "um risco grande para o sector pela forma como tem sido conduzido". O alerta vem da Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP),

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Saia uma lei para ficarem todos satisfeitos ! Não pôr AL com turistas, tocarem campainhas para abrir a porta ,barulhos nos corredores a qualquer hora,festas até ás tantas ,bêbados, molestar quem está a viver no mesmo prédio!Se não,vai ser um problema com os residentes naturais a ter de actuar.

Mr.Tuga Há 1 semana

ANEDÓTICOS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PATÉTICOS..... estes alep.

ggov Há 1 semana

Os proprietários das habitações afectas a alojamento local só estão a olhar para o seu próprio umbigo. Interessa-lhes maximizar o lucro, não importa se os "inquilinos/turistas", fazem barulho, danificam os equipamentos do prédio, ou sujam as partes comuns, se entram nas casas a altas horas da noite, muitas vezes embriagados, aos gritos, a falar alto ou a berrar em ambiente de festa, incomodando todos os vizinhos que ali residem.E isto não é uma noite, são semanas, meses, anos. Não é por acaso que os proprietários e residentes permanentes estão contra o alojamento local em prédios residenciais. Por isso esta actividade deve pura e simplesmente ser proibida em prédios destinados a habitações permanentes. Se querem exercer esta actividade, que comprem um prédio e o afectem exclusivamente ao alojamento local mas não podem querer sujeitar os outros aos incómodos que aquela actividade acarreta para os moradores

Anónimo Há 1 semana

Comprem predios ou construam de raiz mas nao sujeitem quem comprou um andar para viver e de repente ve-se no meio de gente a entrar e sair a toda a hora de dia e de noite. Estas pessoas nao tem direitos? Ou e preciso começar a tratar mal os "turistas" para haver queixas nos sites?

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub