Empresas PS tenta proteger geringonça dos estilhaços da Caixa
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

PS tenta proteger geringonça dos estilhaços da Caixa

João Galamba reagiu à demissão de António Domingues atirando para cima do PSD e CDS, mas sem colocar o ónus no BE, que aprovou a lei que esteve na origem da renúncia. Mesmo assim, o deputado Trigo Pereira criticou o partido à sua esquerda.
PS tenta proteger geringonça dos estilhaços da Caixa
Bruno Simão
Marta Moitinho Oliveira 29 de Novembro de 2016 às 00:01

O PS culpou esta segunda-feira PSD e CDS pelas consequências que as polémicas em torno da Caixa tiveram, culminando na demissão do seu presidente. Apesar dos partidos à direita terem contado com o voto do Bloco de Esquerda,

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana


IGUALDADE PARA TODOS

Os cortes nas PENSÕES ATUAIS devem, obrigatoriamente, ser IGUAIS aos cortes nas PENSÕES FUTURAS!

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana


PS - PCP - BE - e seus apoiantes - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


400 milhões de Euros para aumentar as pensões baixas, são migalhas em comparação com...

os mais de 4600 milhões de euros que o Estado vai injetar, em 2017 (e injeta todos anos) através de transferências diretas do Orçamento do Estado (ou seja, com dinheiro pago em impostos pelos restantes portugueses) para assegurar o financiamento do buraco anual das pensões dos FP-CGA.

Anónimo Há 1 semana


IGUALDADE PARA TODOS

Os cortes nas PENSÕES ATUAIS devem, obrigatoriamente, ser IGUAIS aos cortes nas PENSÕES FUTURAS!

Anónimo Há 1 semana

Esta história vem demonstrar a hipocrisia politica em detrimento da resolução por capacitados da CGD.Utilizaram técnica do engodo? pica o boi e tira o tapete para esfrangalhar a administrçao creditada pelo BCE.Todos ficam mal na fotografia exceto a comissão que acreditou nos compromissos assumidos

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub