Telecomunicações PT Portugal contraria tribunais no pagamento a trabalhadores

PT Portugal contraria tribunais no pagamento a trabalhadores

Depois de o tribunal dar razão aos trabalhadores, a dona da Meo acaba por pagar os complementos. Contudo, a situação não é corrigida e são geradas novas dívidas, que têm de ser novamente saldadas em tribunal.
PT Portugal contraria tribunais no pagamento a trabalhadores
Pedro Elias/Negócios
Negócios 20 de julho de 2017 às 09:28

A PT Portugal, dona da operadora de telecomunicações Meo, está a contrariar decisões dos tribunais relativas ao pagamento de complementos aos seus trabalhadores, noticia o jornal Público esta quinta-feira, 20 de Julho.

Segundo o diário, há dezenas de trabalhadores que têm reclamado complementos remuneratórios que a empresa evita pagar, mesmo depois de os tribunais lhes darem razão. Nestes casos, a PT recorre até onde pode e paga o que o tribunal determina. Contudo, "não corrige a situação" e gera novas dívidas.


O cenário é traçado por diferentes sindicatos do sector, recordando um problema que já vem da administração de Henrique Granadeiro e Zeinal Bava e que obriga os trabalhadores a regressar a tribunal se quiserem receber os mesmos complementos que já foram reconhecidos como legítimos.


A empresa tem, segundo o Público, procurado ajustar a organização do trabalho, mexendo em escalas de serviço, com o objectivo de reduzir a necessidade de pagar alguns dos complementos aos trabalhadores.


Os sindicatos não são exactos mas falam em mais de uma centena de casos. O Público concretiza que serão cerca de três mil os trabalhadores com direito a reclamar. Uma advogada ouvida fala em rescisões em torno de 30 a 40 mil euros.


Para esta sexta-feira, 21 de Julho, está marcada uma greve contra a transferência de trabalhadores da PT Portugal para outras empresas. O protesto surge depois de a Altice, dona da Meo, ter chegado a acordo para a compra da Media Capital, dona da TVI. Nesse sentido, Claudia Goya substituirá Paulo Neves na liderança da PT.




A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 20.07.2017

Não se admirem com a insólita glorificação do anémico crescimento económico português. Em Portugal o mirabolante mote diz que não existem forças de mercado, em especial do sector público para dentro, e por isso não se pode reestruturar uma organização portuguesa com recurso a despedimentos ou desalocação de oneroso factor produtivo trabalho que seja desnecessário e injustificável à luz dos mais básicos e elementares princípios da boa gestão lean, da racionalidade económica, do avanço tecnológico e das condições de oferta e procura reais existentes em dado momento ou período de tempo.

comentários mais recentes
Anónimo 20.07.2017

https://seekingalpha.com/article/3994146-altices-business-model-will-implode-sooner-later

Anónimo 20.07.2017

O nível de comentários "copy paste" retrata o discurso de consultora de RH. Estamos no século XXI e ainda há energumeros a defender que não deveriam haver sindicatos... a arraia miúda quando é despedida defende-se como? ao tiro de caçadeira ? Vão aos países nórdicos ver...

Anónimo 20.07.2017

Contraditório aos comentadores "convenientemente ignorantes"...
Altice Business Model – Analysis
https://seekingalpha.com/article/3994146-altices-business-model-will-implode-sooner-later

Anónimo 20.07.2017

Exigem-se leis claras e objetivas.
O seu incumprimento punido de imediato e as multas proporcionais ao menosprezo e à carteira.
Em tempo... http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT86209

ver mais comentários
pub