Media Publicidade móvel mundial atinge 63 mil milhões

Publicidade móvel mundial atinge 63 mil milhões

Mercado publicitário móvel cresceu 60,5% no ano passado, atingindo 63 mil milhões. Receitas subiram em todas as regiões do mundo, com destaque para a América do Norte.
Publicidade móvel mundial atinge 63 mil milhões
Bloomberg
Maria João Gago 09 de julho de 2017 às 22:12
O mercado publicitário móvel cresceu 60,5% no ano passado, totalizando receitas de 63 mil milhões de euros a nível mundial, segundo números divulgados pela IAB Europe, IAB e IHS Markit.

"Estes dados confirmam que vivemos num ambiente de consumo e publicidade mediáticos dominado pelo móvel", defendeu Townsend, líder do IAB Europe, citado em comunicado. "Os números globais mostram que as marcas reconhecem que o móvel é crítico para ir ao encontro dos consumidores mundiais", sublinhou Anna Bager, vice-presidente para a área móvel e de vídeo do Interactive Advertising Bureau, organização que agrega mais de 650 empresas de media e tecnologia e faz investigação na área da publicidade interactiva.

A subida do mercado da publicidade móvel foi comum a todas as regiões do mundo, em particular na América do Norte. Nos Estados Unidos da América e Canadá, as receitas aumentaram 73%, para 29 mil milhões de euros, reforçando o peso desta região como principal mercado publicitário móvel (46%).  "O crescimento da publicidade móvel disparou nos EUA, onde, pela primeira vez, o móvel atraiu a maioria das receitas publicitárias online", assinalou a vice-presidente do IAB.

Na Europa, as receitas da publicidade móvel subiram 48%, atingindo 12 mil milhões. O mercado europeu é o terceiro mais importante a nível mundial, com uma quota de 19%, sendo ultrapassado pela região Ásia-Pacífico, com um peso de 33% e um dos maiores crescimentos mundiais (mais 52%, para 21 mil milhões). Os mercados mais pequenos são o do Médio Oriente/África e América Latina, com quotas de 0,8% e 0,7%, respectivamente. Mas com crescimentos de 46% e 57%.

Segundo Qingzhen Chen, analista da IHS Markit, empresa internacional de estudos de mercado, a expansão do mercado publicitário móvel "beneficiou da rápida penetração dos ‘smartphones’ nos mercados emergentes, mas também da maior eficácia da publicidade nos mercados maduros".

A publicidade exibida no ecrã ("mobile display") foi a que mais cresceu (64,3% para 34 mil milhões), passando a representar 54% do mercado. Já a publicidade nas pesquisas móveis subiu 61,1%, para 27 mil milhões.  Os anúncios em mensagens cresceram 11,2%, para 1,9 mil milhões, perdendo importância no mercado (3,1%).



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub