Aviação Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses

Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses

A companhia do Médio Oriente vem este sábado a Lisboa procurar novos trabalhadores. A Qatar Airways promete uma “carreira excitante, cosmopolita e sem impostos”.
Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses
reuters
Wilson Ledo 23 de novembro de 2016 às 10:39

A companhia aérea Qatar Airways está à procura de novos assistentes de bordo em Portugal. O anúncio foi publicado esta quarta-feira, 23 de Novembro, na imprensa portuguesa.

A transportadora promete uma "carreira excitante, cosmopolita e sem impostos" aos candidatos, garantindo acomodação e transportes para as posições a realizar em Doha, capital do Qatar.


A primeira fase de selecção terá lugar em Lisboa, no hotel Sheraton, no próximo sábado, 26 de Novembro. A equipa da companhia aérea estará no local entre as 09:00 e as 17:00.


É pedido aos candidatos que levem, além de vestuário formal, currículo em inglês e fotografias tipo passe.


Os candidatos seleccionados na primeira etapa serão depois chamados para a segunda fase logo no dia seguinte.


A Qatar é mais uma das companhias aéreas do Médio Oriente a apostar em Portugal para recrutar trabalhadores. A Emirates ou a Ethiad também têm visitado o país no mesmo sentido, com acções esporádicas.


Outras oportunidades na Qatar Airways podem ser consultadas aqui.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 23.11.2016

isto sao paises estranhos, com leis diferentes que nem sempre respeitam os trabalhadores ao nivel que sao respeitados na Europa, especialmente, trabalhadores estrangeiros. NAO VAO.

pub
pub
pub
pub