Aviação Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses

Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses

A companhia do Médio Oriente vem este sábado a Lisboa procurar novos trabalhadores. A Qatar Airways promete uma “carreira excitante, cosmopolita e sem impostos”.
Qatar à procura de assistentes de bordo portugueses
reuters
Wilson Ledo 23 de Novembro de 2016 às 10:39

A companhia aérea Qatar Airways está à procura de novos assistentes de bordo em Portugal. O anúncio foi publicado esta quarta-feira, 23 de Novembro, na imprensa portuguesa.

A transportadora promete uma "carreira excitante, cosmopolita e sem impostos" aos candidatos, garantindo acomodação e transportes para as posições a realizar em Doha, capital do Qatar.


A primeira fase de selecção terá lugar em Lisboa, no hotel Sheraton, no próximo sábado, 26 de Novembro. A equipa da companhia aérea estará no local entre as 09:00 e as 17:00.


É pedido aos candidatos que levem, além de vestuário formal, currículo em inglês e fotografias tipo passe.


Os candidatos seleccionados na primeira etapa serão depois chamados para a segunda fase logo no dia seguinte.


A Qatar é mais uma das companhias aéreas do Médio Oriente a apostar em Portugal para recrutar trabalhadores. A Emirates ou a Ethiad também têm visitado o país no mesmo sentido, com acções esporádicas.


Outras oportunidades na Qatar Airways podem ser consultadas aqui.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

isto sao paises estranhos, com leis diferentes que nem sempre respeitam os trabalhadores ao nivel que sao respeitados na Europa, especialmente, trabalhadores estrangeiros. NAO VAO.

pub
pub
pub
pub