Research Quebra dos lucros dos CTT não desanima analistas

Quebra dos lucros dos CTT não desanima analistas

A casa de investimento do BPI continua a aconselhar a compra de acções dos CTT após resultados "neutrais". O Haitong acredita que os accionistas podem respirar de "alívio". Mesmo assim, as acções recuam em Lisboa.
Quebra dos lucros dos CTT não desanima analistas
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 31 de Outubro de 2016 às 09:59

A quebra de 9% dos lucros dos CTT, que se fixaram em 46 milhões de euros até Setembro, não é motivo para desânimo em relação à empresa, ressalvam as casas de investimento na manhã desta segunda-feira, 31 de Outubro. Apesar disso, os títulos caem em bolsa. 

 

Na sua análise, Haitong Bank centra-se no EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), que recuou 14,9% para 82,9 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano. Excluindo os efeitos do Banco CTT, a quebra do EBITDA era de 2,5% para 102,4 milhões de euros.

 

"Os resultados do terceiro trimestre dos CTT ficaram aquém das estimativas", indica a nota do analista Nuno Estácio. Contudo, o Haitong considera "positivo" o crescimento de 12% do indicador, em termos comparáveis (like-for-like, sem contabilizar novos investimentos). "Apesar de ser mais fraco do que as nossas estimativas, este é um crescimento sólido do EBITDA que poderá ser um alívio para os investidores".

 

Neste sentido, o Haitong Bank, que tem um preço-alvo de 10 euros para a empresa liderada por Francisco Lacerda, "vê os CTT como tendo uma avaliação atractiva". Neste momento, "o mercado está demasiado focado nos riscos da história" e ainda não viu essa cotação "atractiva". 

 

O BPI Equity Research aponta no mesmo sentido: "a perspectiva de compra é reiterada depois deste conjunto de resultados neutral". O "target" para os CTT é de 8,70 euros e aí ficará.

 

Assim, a avaliação que o mercado faz das acções da empresa de serviço postal é, também para a casa de investimento do BPI, "atractiva". O ramo de serviços financeiros, que inclui as poupanças depositadas, é elogiado pela unidade, que diz que a "recuperação desta área consegue "compensar a quebra do volume de correio. 

O CaixaBI também, na sua nota, sublinha "performance sólida do segmento de serviços financeiros, com um EBITDA 5 milhões de euros superior" ao antecipado pela unidade de investimento. No seu todo, "os resultados do terceiro trimestre de 2016 foram alinhados com as nossas estimativas".

O Banco CTT é referido nas várias considerações dos analistas mas o impacto negativo já era antecipado mesmo antes do lançamento da instituição financeira.  

 

Para já, os investidores estão a reagir negativamente aos resultados. Apesar de um início de sessão positivo, as acções dos CTT seguem agora a perder 1,03% para 6,402 euros.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny Há 2 dias

Queda de lucros dos CTT ?
Eu vou ao ebay e compro uma panleirice vinda da china por 1 euro
TUDO incluído !
Por UM euro um chinoca fez a bugiganga, outro chinoca a foi levar ao barco
Um barco atravessou METADE DO PLANETA e os CTT entregar-ma à porta
1 EURO! Algo está catastroficamente errado

jevang2 Há 2 dias

Caro Diogo Cavaleiro,

No último parágrafo, tem um lapso na cotação, falta um zero. A cotação que menciona pode ser uma predição para daqui a uma horas, dias ou semanas, mas neste momento, não.

pub
pub
pub
pub