Construção Queda na construção em Portugal contraria tendência europeia

Queda na construção em Portugal contraria tendência europeia

A produção na construção em Portugal diminuiu 1,8% em Outubro face ao mesmo mês do ano passado, contrariando o crescimento registado pelos parceiros da UE.
Queda na construção em Portugal contraria tendência europeia
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 19 de dezembro de 2016 às 10:43

A produção na construção em Portugal caiu 1,8% em Outubro, face ao mesmo mês do ano passado, contrariando a tendência de subida dos parceiros da União Europeia.

 

Segundo os dados revelados esta segunda-feira, 19 de Dezembro, pelo Eurostat, este indicador cresceu 2,2% na Zona Euro e 1,1% na União Europeia. Na região da moeda única, a evolução foi impulsionada pelo crescimento de 2,7% da construção de edifícios e de 0,2% da engenharia civil. No bloco dos 28, por seu lado, a evolução foi travada pela queda de 5% da engenharia civil, num período em que a construção de edifícios subiu 2,6%.

 

Entre os Estados-membros da União Europeia, as maiores subidas homólogas da produção na construção foram registadas na Suécia (10,1%) e Holanda (9,2%) enquanto as maiores descidas aconteceram na Eslováquia (-22,1%), Polónia (-18%) e Bulgária (-14%).

 

Em termos mensais, a produção na construção em Portugal ficou inalterada face a Setembro. Na Zona Euro, subiu 0,8% e na União Europeia 0,4%.   



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
surpreso 19.12.2016

Mas,alguém arrisca dinheiro na "troika" do Galamba-Mortágua e Jerónimo?

Anónimo 19.12.2016

A culpa é do Passos! Quando o PS+BE+CDU estiverem um ano no governo isso inverte! Ou como diz o trolha da CDU "Isso destroce"

pub