"Corrida" ao dividendo puxa pelas acções da Portucel
17 Novembro 2010, 09:25 por Paulo Moutinho | paulomoutinho@negocios.pt
7
Enviar por email
Reportar erro
0
Empresa liderada por Pedro Queiroz Pereira ganha mais de 3% com anúncio de antecipação de dividendos para 2010.
A Portucel está em destaque na bolsa de Lisboa. Apresenta a maior subida entre as cotadas do PSI-20, impulsionada pela “corrida” ao dividendo, depois de ter anunciado que pretende remunerar os accionistas já este ano. Uma medida que visa evitar um quadro fiscal menos gravoso para os investidores.

As acções da empresa liderada por Pedro Queiroz Pereira seguem a valorizar 2,98%, para 2,384 euros, tendo chegado a ganhar um máximo de 3,24% durante a parte inicial da sessão. Com esta subida, a Portucel aumenta para 20% a subida acumulada desde o início deste ano.

Esta valorização é explicada pelo anúncio feito ontem pela empresa de pasta e papel. A Portucel vai realizar uma assembleia-geral extraordinária para 17 de Dezembro, para aprovar um dividendo de 15,64 cêntimos por acção que deverá ser entregue aos accionistas dez dias depois.
A Portucel pretende antecipar o pagamento da remuneração, permitindo aos accionistas beneficiarem de um quadro fiscal menos gravoso do que o que entrará em vigor no próximo ano. Em 2011, os accionistas de referência perdem a isenção e serão tributados em sede de IRC com uma taxa que pode chegar aos 29%.

Perante esta decisão, há uma “corrida” ao dividendo, cujo valor supera mesmo as estimativas do BPI. “Os accionistas da Portucel vão receber um dividendo maior do que o esperado, já antecipávamos uma remuneração de 10,6 cêntimos”, referem os analistas Eduardo Coelho e José Rito.

A remuneração anunciada apresenta um retorno elevado. Considerando a cotação actual das acções da Portucel, de 2,384 euros, o dividendo de 15,64 cêntimos por acção tem implícita uma rendibilidade de 6,5%. Esta é mesmo uma das mais elevadas entre as cotadas do PSI-20.

7
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: