Media Receitas da BTV caíram 3,4% para 33,4 milhões de euros

Receitas da BTV caíram 3,4% para 33,4 milhões de euros

A redução dos valores pagos pelas operadoras na distribuição do canal levou à queda das receitas da BTV. Já os proveitos dos patrocínios aumentaram 5,6% impulsionados pelos acordos com a Emirates, Huawei e Adidas.
Receitas da BTV caíram 3,4% para 33,4 milhões de euros
Paulo Calado
Sara Ribeiro 01 de Novembro de 2016 às 15:21

A Benfica SAD encaixou 33,4 milhões de euros com a BTV no exercício que terminou a 30 de Junho deste ano. Este valor corresponde a uma queda das receitas de televisão de 3,4%, justificada pela "ligeira redução das receitas de distribuição do canal", de acordo com o relatório e contas individual publicado na segunda-feira, 31 de Outubro.

Este exercício corresponde ao terceiro ano de exploração do modelo de negócio implementado na época 2013/2014, quando a Benfica SAD passou a explorar directamente os direitos de transmissão dos jogos do clube no estádio da Luz e, consequentemente, o canal do clube começou a ser "premium".

"Durante este triénio, os rendimentos com receitas de televisão ascenderam a um valor anual médio de 32,1 milhões de euros, o que significa que o valor obtido no presente exercício supera o valor médio dos últimos três anos", sublinha a SAD administrada por Soares de Oliveira.

Entretanto, os direitos televisivos dos jogos do Benfica em casa e a distribuição da BTV passaram para as mãos da Nos desde Setembro deste ano. O acordo, assinado no final de 2015, prevê o pagamento de 400 milhões de euros pela operadora liderada por Miguel Almeida nos próximos 10 anos.

Mal a Nos passou a ter sob a sua alçada a distribuição da BTV optou por encerrar a BTV2, canal que transmitia as ligas inglesa, italiana e francesa.

A Sport TV tinha ganho a transmissão da Premiére League a partir da actual época desportiva. E no seguimento do fecho da BTV2 as ligas italiana e francesa passaram para o universo da Sport TV, que tem como accionistas a Nos, Joaquim Oliveira e a Vodafone. A Meo também já assinou um memorando de entendimento para entrar no capital do canal, mas a operação ainda não está concluída.

Patrocínios ao Benfica crescem

Já a rubrica de patrocínios e publicidade da Benfica SAD registou um aumento das receitas na época 2015/2016, com os encarnados a encaixaram 21,5 milhões de euros.

Este valor equivale a um crescimento de 5,6% face ao período homólogo, no qual já tinha ocorrido uma variação idêntica, frisa a SAD.

Os patrocínios estabelecidos com a Emirates para o patrocínio das camisolas e com a Aquivipo (Huawei) para Official Technological Partner impulsionaram o aumento dos proveitos. A contribuir para este resultado também esteve o aumento dos valores pagos pela Adidas, no seguimento do desempenho do Benfica nas competições desportivas, designadamente na Liga dos Campeões, explica a Benfica SAD.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub