Telecomunicações Receitas da Meo caem 0,7% no terceiro trimestre

Receitas da Meo caem 0,7% no terceiro trimestre

No terceiro trimestre a PT alcançou receitas consolidadas no valor de 577,5 milhões de euros, uma descida de 0,7%. Excluindo os impactos regulatórios os proveitos teriam aumentado, pela primeira vez desde 2008, 1,2%.
Receitas da Meo caem 0,7% no terceiro trimestre
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro 10 de Novembro de 2016 às 17:35

De Julho a Setembro deste ano a dona da Meo obteve receitas consolidadas totais de 577,5 milhões de euros, o que traduz uma descida de 0,7% face ao mesmo período do ano passado.

De acordo com os resultados divulgados esta quinta-feira pela Altice, excluindo os impactos regulatórios, "relacionados com a descida de preço relativa às terminações móveis", os proveitos da PT Portugal aumentariam 1,2%, o que já não acontecia desde 2008, segundo o grupo francês que comprou a Meo em Junho de 2015.

Analisando só a actividade da operadora de telecomunicações em Portugal, as receitais ficaram inalteradas em 584,4 milhões de euros devido à estabilização do segmento residencial e à manutenção da base de clientes empresariais durante os últimos 12 meses.

O EBITDA consolidado aumentou 0,5% para 266,2 milhões de euros, com a margem EBITDA a crescer de 45,5% para 46,1%.

O investimento do grupo francês na actividade em Portugal aumentou 47% para 99,9 milhões de euros.

No campo operacional, a Meo registou um aumento do número de clientes fixos com fibra de 13,3% para um total de 449 mil. Destes, 414 mil são subscritores de um pacote de servições, o que traduz uma penetração de 95% de ofertas convergentes.

No total, no final de Setembro, a operadora tinha 1,3 milhões de clientes do segmento fixo, ou seja, com acesso à tecnologia de fibra e de cabo. Deste total, 443 era clientes do serviço de TV paga, o que representa um crescimento de 22 mil novos subscritores; 421 de banda larga (+22 mil) e 445 de telefone fixo (+21 mil).

A 30 de Setembro a Meo contava com 4,9 milhões de casas cabladas e as receitas únicas por cliente (ARPU) do fixo registaram um ligeiro recuo de 40,1 euros para 39 euros.

Durante o terceiro trimestre deste ano a Meo também somou mais 9 mil clientes no móvel na modalidade pré-paga para um total de 6,2 milhões de clientes neste segmento. O ARPU recuou de 7,4 euros para 7,1%.

 
(Notícia actualizada às 17:57)




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

MUDEI PARA A VODAFONE FIBRA E NÃO QUERO OUTRA COISA, SERVIÇO 4P, MUITO BOM, A BOX METE A IRIS E A UMA A UM CANTO.

Vitor Afonso Há 4 semanas

SÓ 0,7% ?? eu saí ...ao fim de 18 anos fartei-me se ser tratado como um acabado de chegar, por mim podem ir ...

Anónimo Há 4 semanas

Assim faz o gato quando tem fome ou pede atencao:meo,meo,meo.MAs este aqui e pior que uma ratazana.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub