Empresas Receitas de estacionamento em Portugal cresceram 5,7% para 122 milhões

Receitas de estacionamento em Portugal cresceram 5,7% para 122 milhões

As previsões apontam para uma subida mais ligeira de 4,5% das receitas de estacionamento em Portugal este ano.
Receitas de estacionamento em Portugal cresceram 5,7% para 122 milhões
Pedro Catarino
Rita Faria 26 de junho de 2017 às 12:51

O mercado de estacionamento em Portugal gerou 112 milhões de euros em 2016, o que representa um crescimento de 5,7% face ao ano anterior, revela um estudo da Informa D&B divulgado esta segunda-feira, 26 de Junho.

No ano passado, o sector era composto por 250 empresas de gestão de lugares de estacionamento, que exploravam em conjunto um total de 285 mil lugares – 185 mil de estacionamento em estrutura e 100 mil de estacionamento regulado à superfície.

No mercado ibérico, com um total de 1,8 milhões de lugares de estacionamento em 2016, as receitas ascenderam a 1.102 milhões de euros, uma subida de 4,4% face a 2015.

O acréscimo é justificado com a melhoria da conjuntura económica e do mercado de trabalho que propiciou um aumento de tráfego nos centros urbanos e do número de lugares em exploração.

O mercado espanhol, que representa 90% do mercado ibérico total, registou no ano passado um crescimento de 4,2% nas receitas para 990 milhões de euros.

Para este ano, espera-se "uma ligeira tendência ascendente" da facturação do negócio de gestão de estacionamentos, com um comportamento ligeiramente mais dinâmico em Portugal. As previsões apontam para um aumento das receitas em território nacional de 4,5%.    




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar