Tecnologias Regresso da Nokia fiel aos "telemóveis estúpidos” e a pensar no “amor” pela marca

Regresso da Nokia fiel aos "telemóveis estúpidos” e a pensar no “amor” pela marca

A Nokia quer voltar a competir no mercado dos smartphones. E o presidente da empresa HMD Global acredita no sucesso do regresso da icónica marca. O motivo? "O amor pela Nokia é enorme".
Regresso da Nokia fiel aos "telemóveis estúpidos” e a pensar no “amor” pela marca
Bloomberg
Negócios 01 de Dezembro de 2016 às 14:21

"Ainda há um segmento de consumidores que nunca vai tocar num smartphone e que quer um telefone secundário que [a bateria] dure um mês e tenha um tempo de conversação de um dia". Esta é a convicção de Arto Nummela, presidente executivo da HMD Global, empresa que adquiriu os direitos de utilização da marca Nokia.

Em declarações à Bloomberg, o antigo responsável da Microsoft, que comprou a unidade de telemóveis da empresa finlandesa, mostrou-se bastante confiante no regresso da marca no próximo ano. "O amor pela Nokia é enorme e as pessoas estão ansiosas para participar [no regresso]", disse.

Arto Nummela admite que a quota de mercado não será como nos anos 90 e inícios de 2000, período em que a Nokia dominava o segmento de telemóveis. Mas acredita que há espaço neste mercado que é dominado pela Apple e pela Samsung.

O espaço da Nokia "vai diminuir" face ao passado," mas não vai desaparecer da noite para o dia. Vamos renovar a nossa oferta de telemóveis e de acessórios", adiantou.

A HMD Global, que com a Foxconn ficou com o negócio da Nokia que era detido pela Microsoft, tem a patente da marca por 10 anos, e vai investir mais de 500 milhões de dólares nos próximos três anos para relançar os produtos da Nokia (smartphones e tablets). A Foxconn é a responsável pela produção dos produtos, enquanto a HMD Global tem as vendas, marketing e distribuição.

Apesar do sucesso da Nokia ter sido assente nos telemóveis "estúpidos" ("dumb phones" como agora são chamados) o regresso da marca finlandesa vai passar pela aposta em smartphones e tablets com o sistema operativo da Google (Android).

No entanto, Arto Nummela garante que vão "ser extremamente fiéis à marca Nokia ". "A marca Nokia é conhecida pela simplicidade, facilidade de uso, confiança e qualidade. Estes são os elementos que vamos ter associados a um design surpreendente".




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado 1230cf Há 4 dias

Aguardo.
Esperando que o meu Nokia aguente até lá.

comentários mais recentes
Augusto Bastos Há 4 dias

Boa sorte Nokia. Acredito que o futuro nunca está feito. Creio que haverá espaço para a Nokia.

1230cf Há 4 dias

Aguardo.
Esperando que o meu Nokia aguente até lá.

Carlos pinto Há 4 dias

Estou aguardando.Sempre gostei da Nokia.

Helder Silva Há 4 dias

boa sorte infelizes

pub