Banca & Finanças Regulador espanhol multa Caixabank, Santander, BBVA e Sabadell em 91 milhões

Regulador espanhol multa Caixabank, Santander, BBVA e Sabadell em 91 milhões

O regulador da concorrência espanhol decretou multas no valor total de 91 milhões de euros às quatro maiores entidades financeiras de Espanha. Em causa estão produtos derivados.
Regulador espanhol multa Caixabank, Santander, BBVA e Sabadell em 91 milhões
Reu
Negócios 14 de fevereiro de 2018 às 18:26

A Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência (CNMC) decretou sanções a quatro entidades financeiras espanholas, que totalizam 91 milhões de euros. CaixaBank, Santander, BBVA e Sabadell foram os sancionados.

 

O regulador decretou as sanções porque estas entidades "organizaram a oferta de derivados de taxas de juro em condições distintas das que foram acordadas com os clientes, nas quais se especificava que seriam contratados em condições de mercado", revela o regulador, citado pelo El País.

 

O CaixaBank foi o alvo da maior coima (31,8 milhões), seguido pelo Santander (23,9 milhões). O BBVA foi multado em 19,8 milhões de euros e o Sabadell em 15,5 milhões.

 

O processo em causa foi aberto em 2016, com as práticas a serem realizadas entre 2006 e 2016.

 

A investigação foi aberta depois de uma denúncia apresentada por uma empresa de promoção, construção e exploração de parques e infra-estruturas eólicas. As autoridades entretanto tiveram acesso a documentação relacionada a outras 22 empresas, correspondente a 43 operações de derivados, adianta a mesma publicação espanhola.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub