Banca & Finanças Reino Unido já recuperou 84% do dinheiro injectado no Lloyds

Reino Unido já recuperou 84% do dinheiro injectado no Lloyds

O erário público britânico voltou a reduzir a sua participação no banco liderado por António Horta Osório. Desde que começou a vender participações na instituição, já recuperou 19,9 dos 23,8 mil milhões de euros injectados no banco.
Reino Unido já recuperou 84% do dinheiro injectado no Lloyds
reuters, bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 22 de Novembro de 2016 às 09:30
O Governo britânico voltou a reduzir a sua presença no capital do Lloyds, banco intervencionado pelo Estado na sequência da crise económica de 2008.

De acordo com um comunicado emitido esta terça-feira, 22 de Novembro pelo Ministério das Finanças do Reino Unido, a participação nas mãos do erário público está agora abaixo dos 8%, em resultado da venda em mercado. 

Esta alienação já permitiu, segundo o titular da pasta Philip Hammond, recuperar cerca de 84% do montante injectado no banco. Dos 20,3 mil milhões de libras (23,8 mil milhões de euros à cotação actual), o Estado já obteve de volta 17 mil milhões de libras (ou 19 mil milhões de euros).

As contas sobre o resultado do resgate ao Lloyds, liderado pelo português António Horta Osório, incluem além do produto da venda também os dividendos recebidos em resultado da detenção de acções. O valor da alienação reverte para abater à dívida soberana.

"Vender as nossas acções no Lloyds Banking Group e garantir que recuperamos todo o dinheiro que os contribuintes injectaram no banco durante a crise financeira é uma das minhas principais prioridades enquanto titular das Finanças. Estou satisfeito que continuemos a reduzir a nossa presença no Lloyds e que tenhamos recuperado mais de 17 mil milhões de libras para os contribuintes," afirmou Hammond, citado no comunicado.

Ainda no início de Outubro, foi revelado que o Tesouro do Reino Unido ia retomar a venda de acções do banco Lloyds. O Tesouro do Reino Unido recebeu instruções do Governo britânico para, nos próximos 12 meses, concluir a venda da participação de 9,1% que ainda detém no Lloyds.


O erário público do Reino Unido ficou com 43,4% do capital do Lloyds em 2009, depois da fusão entre o HBOS e este último banco. A venda das participações estatais começou em Setembro de 2013.

Os títulos do Lloyds somam 1,49% para 0,59 libras.



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 1 semana

Eis a diferença: no RU o governo defende os interesses gerais legítimos dos ingleses e até chamam aos funcionários públicos servidores públicos; aqui, em Portugal, o governo não passa de um gangue de capatazes e ou jagunços a tratar de defender os interesses dos mais poderosos transferindo valor dos bolsos de todos e dos pobres para os baús dos ricos, certamente com o engodo de que se os defenderem bem serão chamados ao patamar das manjedouras fartas como recompensa.
Veja-se que onde o governo meteu dinheiro público foi sempre para perder: BPN, BANIF, BES, CGD

comentários mais recentes
Dinis Filipe Há 1 semana

Sabem como lá chegou e a custa de quê ?? ...da desgraça dos despedimentos e outras coisas.

Francisco Carvalho Há 1 semana

O CARO SAI BARATO !!!! OS " POBREZINHOS " FICAM CHEIOS DE INVEJA E RAIVA COM AQUILO QUE O HOMEM GANHA !!!! E AGORA CHORÕES ????

Ricardo João Há 1 semana

ele que venha para a CGD. assim andamos a caçar com gatos

E a População Portuguesa Há 1 semana

Quando é que recupera, o que essa malta administradora banqueira estragou, de dinheiro, a Portugal (!)

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub