Automóvel Renault quer ter 15 modelos de carros autónomos nas estradas até 2022

Renault quer ter 15 modelos de carros autónomos nas estradas até 2022

A continuação da aposta na electrificação automóvel é uma das linhas do plano estratégico apresentado hoje pelo construtor francês. Em 2022 terá oito modelos de veículos eléctricos (cinco dos quais novos) e 12 híbridos.
Renault quer ter 15 modelos de carros autónomos nas estradas até 2022
Paulo Zacarias Gomes 06 de outubro de 2017 às 13:28
O fabricante automóvel Renault quer começar a introduzir tecnologia de condução autónoma nos seus carros a partir de 2019 e ter veículos robotizados em 2022 depois de uma expansão gradual ao longo dos próximos anos.

Este é um dos objectivos contidos no plano estratégico a seis anos "Drive The Future", conhecido esta sexta-feira, 6 de Outubro. De acordo com o documento, as capacidades de condução autónoma serão introduzidas em primeiro lugar nos novos Clio e Espace, alargando-se a 15 modelos.

Em 2022, último ano do programa, dos 21 novos automóveis que apresentará ao mercado, oito serão totalmente eléctricos (cinco novos e três renovações), além de 12 híbridos. A oferta de automóveis a diesel passará a representar metade da actual enquanto a de eléctricos aumentará 50%. Todos os novos veículos passarão a estar ligados à internet.

O fabricante espera que em 2020 compense tanto ter um carro eléctrico como um carro a gasolina mas que, dois anos depois, já seja mais vantajoso para o consumidor ter um veículo eléctrico.

Ao longo deste período de seis anos o objectivo é vender 5 milhões de carros em 2022 (mais 44% em relação a 2016 e dobrando as vendas e triplicando os lucros fora da Europa) e facturar 70 mil milhões de euros naquele ano, hipóteses relativamente prudentes segundo Carlos Ghosn, o CEO do grupo.

O plano estratégico estabelece ainda o objectivo de reduzir a pegada carbónica em 25% (em 2022 face a 2010), aumentar a produção para 100 veículos por trabalhador (subir em 50% a eficiência) e registar 4.200 milhões de euros em poupanças na melhoria constante de processos. Além disso, prevêem-se 35 mil contratações.

A 15 de Setembro a Nissan, a Renault e a Mitsubishi anunciaram o plano "Aliança 2022", segundo o qual as três marcas se propõem apresentar 12 novos carros totalmente eléctricos até 2022 e ter cada vez mais níveis de automação nos carros que lhes permitam uma condução cada vez mais autónoma.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 06.10.2017

Tem um problema não gosto de caixa automatica.

Anónimo 06.10.2017

Se até aqui a culpa era do álcool agora a culpa vai ser do computador. Se até os comboios que não podem sair dos carris se estampam, que fará com os automóveis autónomos. Quem inventou estes carros deve andar de helicóptero ou avião e os outros que se lixem.

Saber mais e Alertas
pub