Empresas Repsol pede inconstitucionalidade na expropriação da YPF

Repsol pede inconstitucionalidade na expropriação da YPF

Depois de várias contestações judiciais e de âmbito comercial, a Repsol entrou com uma acção a pedir a inconstitucionalidade da expropriação da YPF na Argentina.
Negócios 08 de junho de 2012 às 22:16
A Repsol apresentou na Justiça Argentina um recurso de inconstitucionalidade contra a expropriação de 51% da YPF, noticia a EFE,citando fontes da petrolífera espanhola.

Na assembleia de accionistas da semana passada, o presidente da Repsol, Antonio Brufau, anunciou que iria recorrer da decisão do governo de Crsitina Kirchner, depois de já ter contestado a decisão junto de várias instâncias judiciais e de comércio.
Os accionistas, nessa mesma reunião, decidiram, por outro lado, retirar da marca da petrolífera a referência YPF.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 10.06.2012

...ja roubastes muito em portugal e amim em particular ,foibem feito o que vos aconteceu,bandidos.

Anónimo 09.06.2012

na argentina ja nao roubas,bem feito,estou farto devos.

Visto 09.06.2012

Podiam levar o Louçã e Cª. É em regimes destes que eles se dão bem. Mas só mais daqui a alguns dias, pois agora estão ocupados a ajudar os seus camaradas do Syrisa, onde podiam lá ficar também.

Bigodes 08.06.2012

Também podem ir para a Coreia do Norte?? se preferirem ?????

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub