Banca & Finanças Reuters: UniCredit mostra a Berlim interesse em operação com Commerzbank

Reuters: UniCredit mostra a Berlim interesse em operação com Commerzbank

O Estado alemão detém 15% do Commerzbank e está interessado em alienar a sua participação. A Reuters avança que o UniCredit está interessado numa combinação. Em bolsa, o banco alemão subiu, o italiano deslizou.
Reuters: UniCredit mostra a Berlim interesse em operação com Commerzbank
Bloomberg
Diogo Cavaleiro 20 de setembro de 2017 às 19:37

O UniCredit assinalou a Berlim o interesse em unir-se ao Commerzbank, segundo avança a Reuters com base em duas fontes distintas.

 

De acordo com a mesma agência de informação, os contactos entre o banco italiano e o governo alemão estão numa fase inicial, havendo também outras entidades a expressar interesse no Commerzbank. O governo tem 15% da instituição germânica e está disponível para vender. 

 

Nenhum dos bancos quis fazer comentários à Reuters, nem à Bloomberg que também os contactou em busca de reacção. Já o porta-voz do Ministério alemão das Finanças adiantou que o Governo não quer "manter para a sua participação [no Commerzbank] para sempre e procura um bom resultado para o contribuinte". O banco foi resgatado em 2009.

 

No entanto, o Ministério das Finanças liderado por Wolfgang Schäuble, admitindo que é contactado por "investidores financeiros em vários tópicos e ocasiões", não quis fazer mais comentários específicos sobre o banco de que é o principal accionista.

 

No entanto, o UniCredit está em processo de reestruturação, como a venda de participações não centrais e o corte de postos de trabalho, pelo que qualquer investimento não será imediato. Como recorda a Bloomberg, o presidente executivo Jean Piere Mustier admitiu que todas as opções de expansão (orgânica ou por aquisições) estão abertas a partir de 2019.

 

Também o banco alemão segue em reestruturação, nomeadamente com cortes de postos de trabalho. 

 

Em bolsa, a notícia da Reuters resultou em caminhos diferentes para as duas instituições financeiras: o Commerzbank, que seguia em terreno negativo, passou para os ganhos e encerrou a valorizar 2,46% para 10,82 euros; o UniCredit manteve-se em terreno negativo, somou apenas muito ligeiramente por momentos, e acabou o dia a recuar 2,24% para 17,47 euros.

 

O UniCredit tem uma capitalização bolsista de 38,9 mil milhões de euros, enquanto o Commerzbank apresenta um valor de mercado de 13,6 milhões. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub