Empresas Ricon: "Já vi este filme. Cheira-me a gato escondido..."
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Ricon: "Já vi este filme. Cheira-me a gato escondido..."

Os trabalhadores do grupo Ricon cumprem esta terça-feira o seu último dia de trabalho, mas, "sem nenhuma motivação", deverão apenas manter a vigilância dos activos.
Ricon: "Já vi este filme. Cheira-me a gato escondido..."
Pedro Silva, presidente e dono do falido grupo Ricon.
Rui Neves 29 de janeiro de 2018 às 22:51

Esta segunda-feira, manhã cedo: os trabalhadores do grupo Ricon – os 380 da área industrial e os cerca de 200 da área de retalho – foram sobressaltados com telefonemas de familiares a dar conta da chegada a casa das cartas )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 01.02.2018

Gant? vamos ter que ir ao mercado de Carcavelos comprar esta marca, porque numa loja da GANT não entro mais.

Anónimo 31.01.2018

...Delveste era a sociedade dona da Gant em Portugal... muito do produto da Gant era fabricado em Portugal com elevada qualidade... este processo é muito estranho... o problema é que pode mudar o governo mas as autoridades locais continuam na mesma presas a antigos acordos e negociatas...

Anónimo 30.01.2018

Isto nao cheira!!! Isto é uma falencia fraudulenta concerteza....e ja passou para as maos de terceiros ah muito tempo...para voltar mais tarde para as maos dele novamente.....

RosaPratas 30.01.2018

Os únicos responsáveis são: os dirigentes empresariais e a Assembleia da República, ou seja, os decisores políticos que legislam de forma irresponsável.
Atentem no que se está a passar com o novo RERE e Mediador da Recuperação das Empresas.
Tudo uma brincadeira.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub