Empresas Riopele usa gordura das carnes nos tecidos para neutralizar cheiros

Riopele usa gordura das carnes nos tecidos para neutralizar cheiros

É uma das maiores têxteis portuguesas e acaba de lançar uma nova marca, a Tenowa, dedicada exclusivamente a tecidos produzidos a partir de resíduos têxteis e com propriedades funcionais, como a neutralização de odores, através do recurso a resíduos alimentares.
Riopele usa gordura das carnes nos tecidos para neutralizar cheiros
Tenowa é a marca "verde" da Riopele.
Rui Neves 23 de novembro de 2017 às 11:07

Presidida por José Alexandre de Oliveira, neto do fundador, a Riopele fechou 2016 com uma facturação de 70,1 milhões de euros, dos quais 98% foram gerados nas exportações, emprega 1.100 pessoas e completa este ano 90 anos de actividade.

 

Um aniversário comemorado com o lançamento de uma nova marca, a Tenowa, que corporiza a produção de tecidos funcionais inovadores com incorporação de ingredientes extraídos de resíduos agro-alimentares (como os provenientes das indústrias das carnes), para obtenção da funcionalidade de neutralização de odores e outras propriedades valorizáveis no acabamento têxtil (antimicrobiano, prebiótico, antioxidante, anti-estático, toque melhorado).

 

A marca Tenowa, que no seu processo produtivo evita a utilização de matéria-prima virgem, de água e de energia, vai ser apresentada na manhã da próxima sexta-feira, 24 de Novembro, nas instalações da Riopele, no âmbito da realização de mais uma jornada do "Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão", promovido pelo presidente da autarquia.

 

A marca "verde" da Riopele resulta do desenvolvimento do projecto R4Textiles, que foi financiado pelo programa Compete 2020, no âmbito do Sistema de Incentivos à I&DT, e envolve um investimento elegível de cerca de 978 mil euros, a que correspondeu um incentivo de 602 mil euros.

 

Um projecto que visa desenvolver têxteis sustentáveis, reutilizados e funcionais, com base na valorização de rejeitados têxteis e agro-alimentares, inserindo-se no novo paradigma da economia circular.

 

Localizada em Pousada de Saramagos, em Famalicão, a Riopele é uma das mais antigas e conceituadas empresas da indústria têxtil portuguesa. De pequena empresa familiar, a empresa evoluiu para uma organização em grande escala, integrando verticalmente as áreas da fiação, da tecelagem, da tinturaria e dos acabamentos. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub