Energia Rodrigo Costa: Aumento de capital da REN concluído até ao final do ano

Rodrigo Costa: Aumento de capital da REN concluído até ao final do ano

O presidente executivo da REN, Rodrigo Costa, disse esta quarta-feira que pretende concluir até ao final do ano o aumento de capital para pagar parcialmente o financiamento feito para a aquisição, por 532,4 milhões de euros, da EDP Gás.
Rodrigo Costa: Aumento de capital da REN concluído até ao final do ano
Lusa 04 de outubro de 2017 às 19:51

A REN - Redes Energéticas Nacionais concluiu hoje a aquisição da totalidade da EDP Gás por 532,4 milhões de euros, um investimento que levou a empresa liderada por Rodrigo Costa a recorrer a um contrato de financiamento com um sindicato bancário nesse montante.

 

Esse montante será "parcialmente refinanciado", através de um aumento de capital até 250 milhões de euros, com direito de preferência aos accionistas, que, segundo disse Rodrigo Costa à agência Lusa, deverá acontecer "nos próximos meses, até ao final do ano".

 

Dado o financiamento e o aumento de capital, o presidente executivo da REN estima que a aquisição da EDP Gás signifique uma subida da dívida da empresa gestora das redes energéticas nacionais (electricidade e gás) em 282,4 milhões de euros.

 

Em declarações à agência Lusa, Rodrigo Costa defendeu que esta é uma "boa oportunidade de investimento" e que "é um prolongamento natural da actividade da REN", que além de operar na área da alta tensão (transporte de electricidade), está presente também na área do gás natural.

 

Para o presidente da REN, a empresa e a sua massa crítica são reforçadas com este negócio, que revela também que Portugal "é uma oportunidade de investimento".

 

A EDP Gás tem cerca de 80 colaboradores e centra a sua actividade no desenvolvimento e exploração da rede pública de distribuição de gás natural na região litoral norte de Portugal (29 concelhos dos distritos de Porto, Braga e Viana do Castelo), com uma rede de 4.460 quilómetros e 345.637 pontos de ligação, sobre a qual operam 10 comercializadores.

 

Rodrigo Costa disse que a EDP Gás, agora detida pela REN, "manterá o seu cariz regional, e contará com o suporte necessário para continuar a potenciar o talento e as competências existentes na empresa".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub