Banca & Finanças Royal Bank of Scotland vai eliminar postos de trabalho e encerrar agências

Royal Bank of Scotland vai eliminar postos de trabalho e encerrar agências

O banco britânico deverá apresentar a 24 de Fevereiro um plano para reduzir os custos operacionais em mil milhões de libras por ano.
Royal Bank of Scotland vai eliminar postos de trabalho e encerrar agências
Rita Faria 13 de fevereiro de 2017 às 11:06

O Royal Bank of Scotland prepara-se para pôr em marcha um plano de corte de custos de mil milhões de libras (cerca de 1,17 mil milhões de euros) que implicará a redução do número de postos de trabalho e o encerramento de agências, avança a Bloomberg esta segunda-feira, 13 de Fevereiro, citando uma fonte próxima da instituição.

O banco, detido em 73% pelo Estado britânico, deverá anunciar o plano juntamente com a apresentação dos resultados do quarto trimestre de 2016, a 24 de Fevereiro. De acordo com o Sunday Times, que cita um analista não identificado, o RBS precisa de reduzir a sua força de trabalho em 15 mil funcionários.

O plano de CEO do RBS, Ross McEwan, de reduzir o rácio de eficiência - uma medida chave da rentabilidade de um banco - para menos de 50% até 2020 ficou inviabilizada depois de o Banco de Inglaterra ter decidido cortar os juros no ano passado. De acordo com um grupo de analistas do UBS, liderado por Jason Napier, para recuperar a rentabilidade, o banco precisará de reduzir os custos operacionais anuais em mais de mil milhões de libras.    

Numa nota enviada aos clientes no mês passado, Napier sublinho que "dada a reestruturação que o RBS já fez, esta mudança será desafiadora e dispendiosa".

No final de Janeiro, o banco anunciou que as contas do quarto trimestre vão incluir provisões de 3,8 mil milhões de dólares (cerca de 3,5 mil milhões de euros) para cobrir os eventuais impactos dos processos relacionados com a crise do mercado de crédito imobiliário de alto-risco.

Em 2015, a instituição financeira britânica completou o oitavo ano consecutivo de perdas, com prejuízos de 1,98 mil milhões de libras (cerca de 2,32 mil milhões de euros, ao câmbio actual).

Esta segunda-feira, os títulos do Royal Bank of Scotland sobem 1% para 231,20 pence, elevando para 2,94% a valorização acumulada desde o início do ano. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub