Media RTP renova contrato com Euronews

RTP renova contrato com Euronews

A RTP vai ficar parceira da Euronews por mais dois anos, garantindo o Governo que tal acontece em “condições mais vantajosas”. O serviço passa a estar em português 24 horas.
RTP renova contrato com Euronews
Negócios 24 de maio de 2017 às 21:25
A RTP renovou o contrato com a Euronews por mais dois anos, até final de 2018, e "em condições mais vantajosas", anunciou o gabinete do ministro da Cultura, que se congratulou com a manutenção da participação portuguesa no projecto.

Numa nota enviada à Lusa, o gabinete do ministro Luís Castro Mendes refere que "foi renovado o contrato da RTP com a Euronews por mais dois anos e foi renovado em condições mais vantajosas do que as anteriores".

A partir de agora, "o novo modelo da Euronews apresenta-nos legendas, notícias, títulos e oráculos, tudo em português. Desta forma, a Euronews disponibiliza diariamente, durante 24 horas, um serviço integralmente em português, um trabalho personalizado e desenvolvido pela redacção do serviço de língua portuguesa", refere. A Euronews é um canal de notícias multilinguístico, contemplando 13 idiomas e acessível a um universo de 3,5 mil milhões de pessoas. No "site" da Euronews acrescenta-se que este canal chega a 400 milhões de lares. E é feito por 400 jornalistas de 25 nacionalidades.

O canal vai continuar a ter participação portuguesa, o que permite ao gabinete do ministro da Cultura, a acrescentar: "congratulamo-nos com a manutenção da participação portuguesa num projecto que é de alcance europeu e que contribui de forma relevante para a divulgação da língua portuguesa".

"A renovação deste contrato integra também a adesão ao projecto Africanews, que já existe há um ano, mas que a partir de agora contará também com a colaboração da RTP África na produção de conteúdos, um canal com uma audiência semanal de dois milhões de espectadores e que está disponível em 37 países", conclui o gabinete de Luís Castro Mendes.

O Africanews tem cerca de um ano, sendo subsidiária da Euronews e financiada pela publicidade e distribuição, segundo um comunicado da RTP.

Além da RTP fazem parte dos accionistas da Euronews as estações de televisão da República Checa, Chipre, Argélia, Grécia, Tunísia, Egipto, França, Ucrânia, Malta, Itália, Bélgica, Irlanda, Rússia, Eslovénia, Marrocos, Suíça, Turquia, Roménia, Suécia e Finlândia. A Euronews foi  lançada em 1993.

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub