Banca & Finanças Rússia prepara resgate de mais um banco

Rússia prepara resgate de mais um banco

A banca russa continua a dar sinais de fragilidade. Agora foi o B&N Bank a solicitar ajuda estatal.
Rússia prepara resgate de mais um banco
Reuters
Nuno Carregueiro 20 de setembro de 2017 às 08:49

O accionista do B&N Bank, um dos 15 maiores bancos da Rússia, solicitou ao banco central que seja concedida uma ajuda estatal à instituição financeira.

 

Segundo a Reuters, o banco pretende que o resgate seja concretizado através de um fundo que foi recentemente criado para o efeito e que já nas últimas semanas foi chamado a salvar um dos maiores bancos privados do país.

 

O resgate do Otkritie, anunciado em Agosto, poderá tornar-se o maior de sempre da história do país, envolvendo 6,9 mil milhões de dólares (cerca de 5,8 mil milhões de euros).

 

O modelo a aplicar no B&N Bank, fundado em 1993, será o mesmo, o que se assemelha mais a uma nacionalização do que um resgate, pois não deverão ser aplicadas perdas aos depositantes e detentores de títulos do banco.

 

De acordo como jornal Vedomosti, citado pela Bloomberg, o anúncio oficial da intervenção no B&N Bank, o 12.º maior banco do país por activos, deverá ser efectuado esta quarta-feira. O Estado deverá assumir a gestão temporária desta instituição financeira, que é detida pelos bilionários Mikail Shishkhanoz e Mikhail Gutseriev.

 

O B&N Bank, tal como o Otkritie e outros bancos privados, registaram um forte crescimento nos últimos anos, beneficiando sobretudo com as sanções aplicadas pela União Europeia e Estados Unidos às companhias estatais devido ao conflito coma Ucrânia. Nos últimos tempos têm estado sob pressão devido às exigências mais apertadas do banco central, nomeadamente nos requisitos de capital e provisões para crédito malparado.

 

Até agora, o maior resgate bancário na Rússia foi o do Bank of Moscow, em 2011, no valor de 395 mil milhões de rublos (5,69 mil milhões de euros).