Automóvel Salão Automóvel de Detroit com olho na condução autónoma e pé nos SUV

Salão Automóvel de Detroit com olho na condução autónoma e pé nos SUV

O Detroit Auto Show tenta afirmar a sua posição com grandes estreias tais como o novo Ford Ranger ou o Chevy Silverado.
reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters lusa reuters lusa lusa reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters reuters lusa
Negócios 15 de janeiro de 2018 às 14:15

O Salão Internacional do Automóvel Norte-Americano (mais conhecido como Detroit Auto Show) que decorre nesta cidade do Michigan entre os dias 13 e 18 de Janeiro, faz uma aposta e, eventos e apresentações relacionadas com a condução autónoma.

 

Pressionada por Silicon Valley, bem como por importantes fabricantes mundiais, que tentam assumir a dianteira nas inovações tecnológicas que proporcionem a condução autónoma, Detroit faz este ano questão de apostar nesta área através do segmento do Salão designado AutoMobili-D.

 

Assim, haverá mais de 50 start-ups de todo o mundo no Salão de Detroit, onde poderão apresentar as mais recentes inovações na condução autónoma, no segundo ano consecutivo em que esta feira dá prioridade às inovações tecnológicas.

 

No entanto, também por forma a não deixar cair o seu conceito original, o Detroit Auto Show mantém uma importante aposta na estreia de novos automóveis, em especial novos SUV’s e carrinhas. Entre as principais estrelas da edição deste ano estão o Ford Ranger e o Chevy Silverado.

 




pub