Banca & Finanças Salário é peça-chave para evitar nova polémica na Caixa
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Salário é peça-chave para evitar nova polémica na Caixa

No Governo não é consensual a ideia de voltar a oferecer 423 mil euros ao novo líder da Caixa. Pagar o mesmo pode reabrir uma polémica e repetir a fragilização do demissionário Domingues.
Salário é peça-chave para evitar nova polémica na Caixa
Bruno Simão

O primeiro-ministro prometeu apresentar um nome para substituir o presidente da Caixa ainda esta semana. O Negócios sabe que já há pessoas a serem sondadas. As condições salariais que vão ser oferecidas ao

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 4 dias

2-Quanto ganha o 1º Ministro de Portugal? Uns 6 ou 7 mil euros mensais brutos? Quanto ganha um reitor ou catedrático de uma universidade ou o chefe da tropa ou qualquer um dos altos cargos do Estado e da administração pública de Portugal? Deve ser algo um pouco abaixo dos 6 ou 7 mil euros, ou seja, uns 15% ou menos do montante oferecido a um obscuro Domingos, um mero burocrata secundário e subalterno da gestão bancária, um tipo que com 20 e tal anos de banca e alguns quase no topo da hierarquia nunca produziu qualquer ideia ou pensamento relevante para a comunidade que se (eu) visse.
Bom, vou tirar uma conclusão à A Costa: todos esses indivíduos que ocupam os topos dos vários organismos e hieraraquias do Estado, começando no 1º Ministro e seus ministros, devem ser mesmo gente rasca e incompetente, de quem nós nos devemos ver livres o mais rapidamente possível, pois só podem estar a praticar má gestão nas suas diversas atividades.

comentários mais recentes
correiaalbertù Há 4 dias

Exactly! Pagar fortunas + prémios + mordomias + outros gasto! É absuro! O Presidente do BCE não ganha isso, nem o Presidente dos Estados Unidos! Haja bom senso aí em Portugal, para não subcarregar a despesa da Instituição! Acredito que há Portugueses com consciência e profissionais.

JCG Há 4 dias

1-"Este valor já foi defendido por António Costa, que a 20 de Outubro admitiu que os salários da Caixa "são impopulares", mas disse não querer "arriscar má gestão"!... Esta afirmação e conclusão lógica – a de que salários altos geram ou asseguram boa gestão - de António Costa é bem elucidativa da sua "enorme" craveira intelectual e cívica. Ou da ligeireza com que despacha quem o incomode com alguma pergunta chata, o que espelha também o desprezo que dispensa aos portugueses e aos eleitores que o empregam e sustentam.
De que salário estamos a falar? Bom, tendo em conta que não foram divulgados objetivos estratégicos (especialmente de rentabilidade ou de remuneração do capital que os portugueses lá injetaram) atribuídos à gestão da CGD (mas também quase ninguém se incomoda com isso) e que se calhar até deixaram isso à “atenção” do Domingos, é de pressupor que a remuneração variável é para pagar e, assim, estamos a falar de 634,5 mil euros anos. Ou 45,3 mil euros mensais, em 14 meses.

JCG Há 4 dias

2-Quanto ganha o 1º Ministro de Portugal? Uns 6 ou 7 mil euros mensais brutos? Quanto ganha um reitor ou catedrático de uma universidade ou o chefe da tropa ou qualquer um dos altos cargos do Estado e da administração pública de Portugal? Deve ser algo um pouco abaixo dos 6 ou 7 mil euros, ou seja, uns 15% ou menos do montante oferecido a um obscuro Domingos, um mero burocrata secundário e subalterno da gestão bancária, um tipo que com 20 e tal anos de banca e alguns quase no topo da hierarquia nunca produziu qualquer ideia ou pensamento relevante para a comunidade que se (eu) visse.
Bom, vou tirar uma conclusão à A Costa: todos esses indivíduos que ocupam os topos dos vários organismos e hieraraquias do Estado, começando no 1º Ministro e seus ministros, devem ser mesmo gente rasca e incompetente, de quem nós nos devemos ver livres o mais rapidamente possível, pois só podem estar a praticar má gestão nas suas diversas atividades.

Resposta de correiaalberta JCG Há 4 dias

Muito bem analisado. Em Portugal tem que haver respeito, consciência pelas funções desempenhadas e profissionalismo hunesto.

Nuno Alves Há 4 dias

LOL

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
Notícias Relacionadas
pub
pub
pub