Empresas S&P corta "rating" da Telefónica para dois níveis acima de lixo

S&P corta "rating" da Telefónica para dois níveis acima de lixo

Agência de notação financeira, que deverá descer hoje a classificação da banca espanhola, já anunciou um corte para a operadora Telefónica.
Carla Pedro 25 de maio de 2012 às 15:43
A Standard & Poor’s reduziu a notação da dívida de longo prazo da Telefónica de ‘BBB+’ para ‘BBB’, ficando assim a dois níveis de “lixo”, que corresponde ao grau especulativo. Dentro do grau de investimento, existe ainda mais um patamar, o ‘BBB-’. As suas subsidiárias da República Checa e do Chile também sofreram uma descida da classificação.

Este corte segue-se ao recente anúncio da Telefónica relativo aos resultados do primeiro trimestre e à subsequente revisão com perspectiva negativa por parte da S&P. O “outlook” é negativo, sendo consideravelmente influenciado pela queda das receitas da operadora em Espanha, sublinha a agência em comunicado.

A Moody’s anunciou também hoje que colocou sob revisão o “rating” da Telefónica, actualmente fixado em ‘Baa1’ (que corresponde ao ‘BBB+’ da S&P).

Recorde-se que a Standard & Poor’s deverá – tal como a Modody’s fez há uma semana – anunciar ainda hoje uma descida da classificação da banca espanhola, segundo fontes financeiras citadas pelo “Cinco Días”.

No passado dia 30 de Abril, a S&P tinha já procedido a um “downgrade” de nove entidades espanholas: Santander, Banesto, Santander Consumer, BBVA, Banco Sabadell, Ibercaja, Kutxabank, Banca Cívica, Bankinter, Barclays e Confederación Española de Cajas de Ahorros (CECA).

O “Expansión” está entretanto a avançar que desta vez vários bancos irão escapar ao corte, “mas outros passarão a fazer parte do grupo de entidades conhecidas no jargão financeiro como anjos caídos”. Ou seja, passarão a ter um “rating” equiparável a lixo.

Segundo disseram fontes financeiras a este jornal espanhol, o Santander, Banesto, BBVA e Barclays não estarão entre os bancos afectados pela descida da notação, cujo anúncio se espera para as próximas horas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub