Tecnologias Samsung Galaxy S8 arranca com produção inicial de 10 milhões de smartphones

Samsung Galaxy S8 arranca com produção inicial de 10 milhões de smartphones

A Samsung estabeleceu que a produção inicial no seu novo smartphone, o Galaxy S8, é de 10 milhões. A sul-coreana deposita as suas esperanças neste dispositivo para reavivar as vendas, após o escândalo com o Galaxy Note7.
Samsung Galaxy S8 arranca com produção inicial de 10 milhões de smartphones
REUTERS
Negócios 05 de Janeiro de 2017 às 13:11

10 milhões de smartphones. A Samsung decidiu que a produção inicial do Galaxy 8, o seu novo telefone, será de 10 milhões de smartphones, de acordo a imprensa sul-coreana, citada pela Reuters. O início da produção está marcado para Março e os primeiros smartphones devem chegar às lojas em Abril. A Samsung não quis fazer qualquer comentário, segundo a Reuters.

A tecnológica asiática conta que as vendas deste dispositivo ajudem a reavivar as contas da companhia após o escândalo do Galaxy Note 7.

O Note 7 foi lançado em Agosto do ano passado para tentar ganhar terreno face à Apple, que lançaria o seu novo iPhone poucas semanas depois. Porém  o modelo foi retirado das prateleiras em Outubro depois dos casos em que as baterias do telemóvel sobreaqueceram e incendiaram-se. A empresa ainda lançou uma operação de substituição dos telemóveis, mas estes também sobreaqueciam quando estavam a ser carregados.

A operação de cancelamento da produção e de recolha dos telemóveis vai passar uma factura pesada na tecnológica sul-coreana: cerca de 
4.800 milhões de euros. Os motivos que levavam a este sobreaquecimento ainda não foram revelados pela imprensa.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub