Empresas Santander poderá encaixar quatro mil milhões de dólares com IPO no México (act.)

Santander poderá encaixar quatro mil milhões de dólares com IPO no México (act.)

A imprensa internacional está a avançar que o Santander pode conseguir um encaixe de quatro mil milhões de dólares com a dispersão em bolsa de parte do capital da sua unidade no México.
Hugo Paula 16 de agosto de 2012 às 09:22
A unidade mexicana do Santander deverá vender acções no valor de quatro mil milhões de dólares (3,25 mil milhões de euros), ao dispersar 25% a 30% do seu capital em bolsa, segundo está a ser avançado pela imprensa internacional.

A operação pública de venda (IPO, na sigla inglesa) avalia o banco mexicano em cerca de 16 mil milhões de dólares e o banco espanhol poderá utilizar os recurso angariados num esforço de reestruturação que está a levar a cabo.

Ao vender cerca de um quarto do banco que detém no México, o Grupo Santander estará a dispersar cerca de 4% dos seus activos totais e 12% dos resultados líquidos que lhe são atribuíveis, revela a agência de informação financeira Bloomberg.

O preço previsto revela que a operação poderá ser feita abaixo do múltiplo de 12,3 vezes, que os analistas detêm para o banco mexicano Banorte, informa a agência noticiosa.

O Santander comunicou à Comissão do Mercado e Valores Mobiliários (CMVM) a intenção de registar o prospecto de colocação de acções do Grupo Financero Santander no mercado secundário. As acções serão Comisión Nacional de Bolsa y Valores Mexicana e na Securities Exchange Comission (SEC).

(Notícia actualizada às 10h15)

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub