Banca & Finanças Santander Totta já aprovou compra do Popular Portugal

Santander Totta já aprovou compra do Popular Portugal

O Santander Totta já aprovou a compra do Popular Portugal, o que lhe permite passar a liderar o mercado doméstico privado de crédito. O banco liderado por Vieira Monteiro vai agora integrar a instituição presidido por Carlos Álvares.
Santander Totta já aprovou compra do Popular Portugal
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 05 de setembro de 2017 às 17:09

O Santander Totta já aprovou a compra do Banco Popular Portugal, informaram as duas instituições em comunicados separados publicados no site da CMVM. O banco liderado por António Vieira Monteiro decidiu também integrar a instituição presidida por Carlos Álvares, que deixará de ser um banco juridicamente autónomo.

 

Esta terça-feira, 5 de Setembro, "os conselhos de administração do Banco Santander Totta, S.A. e do Banco Popular Portugal, S.A. aprovaram um projecto de fusão simplificada por incorporação, (…) nos termos do qual o Banco Santander Totta, S.A. incorporará juridicamente o Banco Popular Portugal, S.A., incluindo a totalidade do seu activo e passivo", referem as duas notas.

Para que a compra do Popular e a integração dos dois bancos  possam ser concretizadas é ainda necessário desencadear "os procedimentos legais inerentes às operações junto das autoridades de supervisão", alertam o Santander Totta e o Popular.

Além da compra da totalidade do capital do Popular Portugal, feita directamente ao Popular Español, a equipa de Vieira Monteiro aprovou ainda a aquisição de 84,07% da seguradora Eurovida à instituição espanhola, bem como, da carteira de activos da Consulteam por parte da Totta Urbe. Também estas operações necessitam de ser aprovadas pelos supervisores .

 

Estas aquisições resultam do acordo de compra do universo Popular por um euro celebrado no início de Junho pelo Grupo Santander, na sequência da resolução da instituição então liderada por Emilio Saracho. Em Julho, a operação foi aprovada pelas autoridades europeias.

 

Com a compra do Popular Portugal, o Santander Totta vai passar a liderar o mercado bancário doméstico privado em crédito, com uma carteira avaliada em 39,4 mil milhões, e em termos de rede de balcões, com um total de 762 agências, de acordo com os dados do final de 2016.


(Notícia actualizada pela última vez às 17:30)
(notícia corrigida às 17:17 para dar conta de que a compra do Popular Portugal pelo Santander Totta foi aprovada e não concretizada, como inicialmente referido)



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 2 semanas

Este velhadas não se reforma ?!?!?!?!
Um bancário com 45 anos é VELHO e DISPENSAVEL....

Anónimo Há 2 semanas

Confirmem se o BCP não tem maior carteira de crédito sfv.

Anónimo Há 2 semanas

Estou para ver se desta vez vai pagar IMT e Imposto de Selo, ou se vai ser a mesma brincadeira da compra do Totta.
Comprou tem de pagar IMT e não venha com a treta de ter comprado por um euro, tem de ser o valor da matriz nas finanças, pois é o que acontece a todo o cidadão que compra uma casa.

Anónimo Há 2 semanas

Mais uns milhares de bancários para a reforma antecipada ou despedimento.

ver mais comentários
pub