Banca & Finanças Santander vê com bons olhos medidas do Governo relativas à banca

Santander vê com bons olhos medidas do Governo relativas à banca

Há o chamado "diploma BPI", legislação que resolveu impasses no BCP e mudanças na lei para ajudar a CGD. O presidente do Santander Totta não tem críticas a lançar. Tudo o que resolva "fraquezas passadas" é bom.
Diogo Cavaleiro 02 de Novembro de 2016 às 14:33

O Santander Totta não tem críticas a apontar ao facto de o Governo ter feito inovações e alterações legislativas que resolveram impasses na banca portuguesa.


"Todas as intervenções que sejam feitas para solidificar [a banca] e resolver o problema das fraquezas passadas da banca portuguesa são bem-vindas e positivas", declarou António Vieira Monteiro.

 

Na conferência de imprensa da apresentação de resultados até Setembro, período em que os lucros dispararam 66%, o presidente executivo do Totta não quis fazer grandes considerações sobre o tema.

 

"Termos um sistema bancário forte, devidamente organizado, que possa servir a economia nacional é fundamental".

 

Em relação à acção específica do Santander Totta, Vieira Monteiro disse que "é natural que o accionista [grupo espanhol Santander] esteja contente com tudo o que se passa em Portugal".

 

"O crescimento leva-os a pensar que o banco tem todas as condições para crescer do ponto de vista orgânico no mercado português", disse o líder do Santander Totta, em reacção às palavras do administrador delegado do Santander, em Espanha, José António Alvaréz, que afirmou que a debilidade dos concorrentes era uma oportunidade para o banco nacional. 

 

Apesar de na resposta ter mencionado apenas o crescimento orgânico, Vieira Monteiro rejeita que isso queira dizer que eventuais aquisições, como a feita no âmbito da resolução ao Banif, estejam fora de cima da mesa. Neste ponto, o presidente do Santander Totta repetiu aquilo que tem dito sempre: "estamos sempre atentos ao que se passa".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
joaoaviador Há 6 dias

Estes sim é que gozam verdadeiramente com a malta!

pub
pub
pub
pub