Energia Saudi Aramco estará interessada na aquisição de activos de gás natural

Saudi Aramco estará interessada na aquisição de activos de gás natural

A empresa saudita estará a tentar contratar um banco para aconselha-la nos seus planos para comprar activos de gás natural, de acordo com fontes da Bloomberg. Esta operação visa dar resposta a uma necessidade crescente da Arábia Saudita.
Saudi Aramco estará interessada na aquisição de activos de gás natural
Reuters
Negócios 04 de janeiro de 2018 às 08:45

A empresa saudita de petróleo, a Saudi Aramco, estará a tentar contratar um banco internacional para a aconselhar nos seus planos para adquirir activos de gás natural, de acordo com fontes da Bloomberg. Ao que revelaram essas fontes, que pediram o anonimato, a empresa, no final de 2017, convidou bancos internacionais para apresentar as suas propostas enquanto conselheiros para ajudar o reino a identificar potenciais activos.

Khalid Al-Falih (na foto), chairman da Saudi Aramco e também ministro da Energia da Arábia Saudita, assumiu em Dezembro que a empresa estava à procura de activos de gás natural em qualquer local, desde os Estados Unidos, a África e Rússia.

Esta possível aquisição de activos de gás natural visa responder a uma necessidade crescente do reino. Por ano, a Arábia Saudita utiliza milhares de barris de crude em centrais de geração de electricidade, de acordo com a Bloomberg. É que o reino saudita não produz gás natural suficiente para fornecer as suas centrais eléctricas. Grande parte do gás natural que produz é direccionado para a indústria petroquímica.

As fontes da agência de informação, indicaram ainda que a Saudi Aramco convidou bancos internacionais para fazer uma proposta para, eventualmente, actuarem como coordenadores e "bookrunners" no oferta pública inicial (IPO) da empresa, que deverá acontecer ainda neste ano de 2018.

Em 2016, o reino confirmou a intenção de vender menos de 5% da Saudi Aramco. O plano passa por uma oferta pública inicial (IPO, na sigla anglo-saxónica).




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar